Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Vizinha Faladeira divulga sinopse do Enredo 2018

Publicado em Série B
Sábado, 06 Maio 2017 11:11

Presidente de honra, Marcus Vinícius, carnavalescos Jean Rodrigues e Paulo Barros, e presidente David dos Santos

Foto: Adriana Vieira

 

A Pioneira do Samba entrega sinopse aos compositores. Obras serão apresentadas no dia 10 de junho.

Os compositores receberam na última quinta-feira, dia 4, a sinopse do enredo de 2018 da Vizinha Faladeira: "O marquês numa viagem pioneira, vê nascer um rei na Vizinha Faladeira!... Paulo Barros, o DNA do Carnaval". O tema em homenagem ao carnavalesco Paulo Barros será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues. 

O tira-dúvidas com os compositores está marcado para o próximo dia 22 de maio, com entrega dos sambas-enredo no dia 6 de junho, e apresentação das obras na tradicional feijoada do dia 10 do mesmo mês. 

O presidente David dos Santos espera contar com grandes sambas para que possa escolher o hino oficial que representará esta justa homenagem ao carnavalesco que revolucionou o Carnaval na Passarela do Povão. "Paulo Barros iniciou a carreira na Vizinha Faladeira. Sua ligação com a escola é muito grande. Iremos apresentar o o enredo na Feijoada do dia 20 de maio, com a presença do Paulo Barros e da Unidos de Vila Isabel", destacou. 

A escolha do nome Paulo Barros pela diretoria da Pioneira deve-se a estreita ligação e início profissional do carnavalesco com a escola. Em 1993, apenas como figurinista da Vizinha, ele brilhou com o enredo "Um ser criança", pela Série B. No ano seguinte, já como carnavalesco, despontava com o enredo "Sou Rei - Sou Rainha - Na corte da Vizinha", conquistando o segundo lugar. Em 1995, por sua vez, com o enredo "O Relicário do samba", conquistou o sexto lugar pela Série A, e surpreendeu o público com a alegoria Pietá. 

A agremiação será a décima a desfilar na Série B da Intendente Magalhães.

Vizinha Faladeira divulga sinopse do Enredo 2018

Publicado em Últimas Notícias 1
Sábado, 06 Maio 2017 11:11

Presidente de honra, Marcus Vinícius, carnavalescos Jean Rodrigues e Paulo Barros, e presidente David dos Santos

Foto: Adriana Vieira

 

A Pioneira do Samba entrega sinopse aos compositores. Obras serão apresentadas no dia 10 de junho.

Os compositores receberam na última quinta-feira, dia 4, a sinopse do enredo de 2018 da Vizinha Faladeira: "O marquês numa viagem pioneira, vê nascer um rei na Vizinha Faladeira!... Paulo Barros, o DNA do Carnaval". O tema em homenagem ao carnavalesco Paulo Barros será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues. 

O tira-dúvidas com os compositores está marcado para o próximo dia 22 de maio, com entrega dos sambas-enredo no dia 6 de junho, e apresentação das obras na tradicional feijoada do dia 10 do mesmo mês. 

O presidente David dos Santos espera contar com grandes sambas para que possa escolher o hino oficial que representará esta justa homenagem ao carnavalesco que revolucionou o Carnaval na Passarela do Povão. "Paulo Barros iniciou a carreira na Vizinha Faladeira. Sua ligação com a escola é muito grande. Iremos apresentar o o enredo na Feijoada do dia 20 de maio, com a presença do Paulo Barros e da Unidos de Vila Isabel", destacou. 

A escolha do nome Paulo Barros pela diretoria da Pioneira deve-se a estreita ligação e início profissional do carnavalesco com a escola. Em 1993, apenas como figurinista da Vizinha, ele brilhou com o enredo "Um ser criança", pela Série B. No ano seguinte, já como carnavalesco, despontava com o enredo "Sou Rei - Sou Rainha - Na corte da Vizinha", conquistando o segundo lugar. Em 1995, por sua vez, com o enredo "O Relicário do samba", conquistou o sexto lugar pela Série A, e surpreendeu o público com a alegoria Pietá. 

A agremiação será a décima a desfilar na Série B da Intendente Magalhães.

Vizinha Faladeira entrega sinopse aos compositores nesta quinta

Publicado em Últimas Notícias 1
Quarta, 03 Maio 2017 07:11

A Direção de Carnaval da Vizinha Faladeira entregará a sinopse do enredo sobre o carnavalesco Paulo Barros na próxima quinta-feira, dia 4 de maio, das 19 às 22 horas. Este ano haverá premiação em dinheiro e troféu para a parceria campeã.

O presidente da agremiação, David dos Santos, decidiu divulgar a sinopse com antecedência para que os compositores tenham tempo para pesquisar a história do carnavalesco que começou sua carreira na vermelho, branco e azul de Santo Cristo.

"Estamos divulgando a sinopse com antecedência para que os compositores tenham tempo de escrever a letra de sua obra. Iremos divulgar o enredo na feijoada do dia 20 de maio, com a presença do homenageado Paulo Barros e da Unidos de Vila Isabel. Vamos intensificar nossos trabalhos para realizarmos um belo desfile em 2018. Em breve iremos divulgar as datas dos tira-dúvidas com o carnavalesco Jean Rodrigues", adiantou.

A Vizinha Faladeira será a décima escola a desfilar na terça-feira de carnaval pela Liesb, no dia 13 de fevereiro de 2018.

Vizinha Faladeira inicia oficina de percussão na próxima quarta

Publicado em Últimas Notícias 1
Domingo, 30 Abril 2017 12:11

Os interessados em aprender a tocar um instrumento de bateria de escola de samba terão oportunidade na Oficina de Percussão da Vizinha Faladeira, cuja aulas terão início na próxima quarta-feira, dia 3 de maio, a partir das 19 horas. Para participar é preciso ter entre 12 e 60 anos, além de gostar de samba e carnaval.

Comandante da bateria Ritmo Pioneiro, mestre China e sua diretoria estarão orientando, ensinando e formando os novos ritmistas. 

"Nossa ideia é de ensinar as pessoas que gostam de percussão a tocar um dos instrumentos da bateria. A percussão é uma cultura brasileira e precisa ser cultivada. Iremos iniciar a oficina na próxima quarta-feira, dia 03 de maio. As aulas serão gratuitas e abriremos para interessados a partir dos 12 anos até os 60 anos", explicou.

A Oficina de Percussão será realizada na quadra da Vizinha Faladeira, na Rua Nabuco de Freitas, 19, bairro do Santo Cristo.

Vizinha reforça a Direção de Bateria

Publicado em Série B
Sexta, 31 Março 2017 02:02

Com objetivo de alcançar as notas máxima no desfile de 2018, a Vizinha Faladeira reforçará a diretoria da bateria Ritmo Pioneiro, sob o comando de mestre China. Os diretores Vinícius, Coelho, Matheus, Bruno, Califórnia, Luizinho, Gerson Martins, Danone, Bala e Dim Bomba, estão mantidos e receberão os reforços de Edinho, ex-mestre da Unidos de Lucas, Paulinho Esteves, ex-mestre do Arranco e, Bola, ex-mestre da Difícil é o Nome.

Os novos diretores, junto com o maestro China, estarão comandando a bateria na Feijoada da Vizinha, que será realizada no dia 08 de abril, a partir das 14 horas, na quadra da agremiação, na Rua Nabuco de Freitas, 19, Santo Cristo.

A Vizinha Faladeira apresentará o enredo em homenagem ao carnavalesco Paulo Barros na terça-feira de carnaval, pela Série B, na Intendente Magalhães.

Vizinha reforça a Direção de Bateria

Publicado em Últimas Notícias 1
Sexta, 31 Março 2017 05:02

Com objetivo de alcançar as notas máxima no desfile de 2018, a Vizinha Faladeira reforçará a diretoria da bateria Ritmo Pioneiro, sob o comando de mestre China. Os diretores Vinícius, Coelho, Matheus, Bruno, Califórnia, Luizinho, Gerson Martins, Danone, Bala e Dim Bomba, estão mantidos e receberão os reforços de Edinho, ex-mestre da Unidos de Lucas, Paulinho Esteves, ex-mestre do Arranco e, Bola, ex-mestre da Difícil é o Nome.

Os novos diretores, junto com o maestro China, estarão comandando a bateria na Feijoada da Vizinha, que será realizada no dia 08 de abril, a partir das 14 horas, na quadra da agremiação, na Rua Nabuco de Freitas, 19, Santo Cristo.

A Vizinha Faladeira apresentará o enredo em homenagem ao carnavalesco Paulo Barros na terça-feira de carnaval, pela Série B, na Intendente Magalhães.

Paulo Barros é enredo da Vizinha

Publicado em Últimas Notícias 1
Quinta, 23 Março 2017 02:07

Presidente de honra Marcus Vinícius, carnavalesco Jean Rodrigues, Paulo Barros e David dos Santos
Foto: Adriana Vieira

 

A Vizinha Faladeira anunciou nesta quarta-feira, dia 22 de março, o enredo para o Carnaval de 2018: Paulo Barros. A escolha do nome Paulo Barros pela diretoria da Pioneira deve-se à estreita ligação e início profissional do carnavalesco com a escola.

Em 1993, apenas como figurinista, ele brilhou com o enredo "Um ser criança", pela Série B. No ano seguinte, já despontava com o enredo "Sou Rei - Sou Rainha - Na corte da Vizinha", conquistando um honroso segundo lugar. Em 1995, por sua vez, com o enredo "O Relicário do samba", conquistou o sexto lugar pela Série A, e surpreendeu o público com a alegoria Pietá.

Lá vem a Pioneira sob a batuta do mestre China

Publicado em Entrevistas
Domingo, 19 Fevereiro 2017 04:03

Por Wellington Lopes
Foto: Alexandre Lourenço

Ele nasceu José Roberto Monteiro Bitar, mas durante a infância foi apelidado de China, em decorrência de sua irmã nissei, Tayonara, que praticava de lutas marciais. Em 1982, desfilou pela primeira vez na ala das crianças do Império Serrano com a sua avó Josefa. Filho de Alzenira Bitar, China aos poucos começou a se encantar com o som da bateria, especialmente com o som do repique, instrumento que tocou pela primeira vez.

Hoje, formado na universidade do samba, mestre China tem a responsabilidade de garantir a nota máxima para a Pioneira, a bateria de uma das escolas mais tradicionais do Rio de Janeiro, a Vizinha Faladeira.

 

OBatuque.com – Por quais escolas você passou, como ritmista e mestre?
Mestre China - Eu passei por várias escolas como ritmistas e algumas como diretor de bateria e mestre. Como ritmista saí na Engenho da Rainha, Cabuçu, Império da Tijuca, Arranco, Ponte, Cubango, Unidos da Tijuca, Salgueiro, Vila Isabel, Caprichosos, Viradouro, Porto da Pedra etc., muitas. Como diretor e mestre: Estácio de Sá, Canários das Laranjeiras, Foliões de Botafogo e Alegria da Zona Sul.

OBatuque.com – Qual o seu instrumento de preferência?
Mestre China - Gosto muito de tocar um bom repique, caixas e surdo de segunda.

OBatuque.com – Quando e como você assumiu a bateria da Vizinha?
Mestre China - Eu desfilo na Vizinha há muitos anos. Toquei para vários mestres: Rei, Capoeira, Esteves, Jorginho, Lolo entre outros. A Vizinha ficou dois anos sem desfilar. Essa nova administração assumiu dois anos e eu fui convidado pelo diretor de Carnaval, o Capoeira, a pôr um samba na escola e tive a felicidade de ganhar e dar o campeonato à escola. Ganhei todos os prêmios. Meu samba, em 2015, era com o mestre Marcão. Eu era presidente da bateria. Em 2016, Marcão saiu, e eu assumi o cargo de mestre. Estamos há dois anos à frente da bateria Pioneira. Agradeço pelo convite e a confiança do presidente David dos Santos.

OBatuque.com – Você participa da escolha dos sambas-enredos da Vizinha?
Mestre China – Sim. Gosto de participar. Esses três anos, eu e a Direção de Carnaval escolhemos o melhor, o resultado está aí com: safras boas todos os anos.

OBatuque.com – Quando começaram os preparativos para o carnaval deste ano?
Mestre China - Nossos ensaios começaram em maio do ano passado, com as oficinas e ensaios. Nosso calendário é o contrário das outras escolas. Começamos bem antes: escolher samba, barracão e ateliê.

OBatuque.com – Como vem a bateria da Vizinha? Pode adiantar alguma conversão?
Mestre China - Bateria vai desfilar com 120 componentes, com todos os naipes: tamborins, chocalhos, agogôs, cuícas, caixas, surdos, repiques, e este ano porei uma ala de frigideiras. A bateria virá com duas conversões e um break, estamos ensaiando ainda até semana que vem, quero, sem dúvidas, todos em sintonias.

OBatuque.com - Você é a favor dessas mudanças que ocorrem entre os mestres de bateria, sobretudo do Grupo Especial?
Mestre China - Sou contra essas mudanças porque muitas baterias estão ficando e virando uma mesmice, devido às exigências dos jurados para ter mais criatividade. Hoje, estamos escassos de repiques. São poucas baterias que têm sua ala completa. Gosto muito de manter a essência de cada bateria e as características delas. Quando eu assumo uma bateria, vejo qual é a deficiência dela e começo a trabalhar em cima dos naipes que estão precisando.

OBatuque.com – Ao assumir a bateria da Vizinha Faladeira, você mudou alguma coisa ou mantém a identidade da escola? Quais os instrumentos que identificam a sua bateria?
Mestre China - Continuo mantendo a pegada de caixas e swing das terceiras. A característica da bateria da Vizinha Faladeira é sem dúvidas a batida com as caixas e surdos de terceiras. Tocamos para Ogum. A comunidade é forte nesses naipes. A bateria Pioneira está hoje presente, acredito que em todas as baterias do Rio de Janeiro.

OBatuque.com – A que você atribui o aperfeiçoamento das baterias?
Mestre China – Hoje temos que ter um diferencial, todas as baterias estão evoluindo cada vez mais. Nenhuma delas passa por passar, todas estão bem ensaiadas e executando suas conversões com perfeição.

OBatuque.com - Como mestre, você precisou fazer algum curso de música para aperfeiçoar o aprendizado?
Mestre China - Eu sempre gostei de samba e nunca fiz faculdade de música, algo e tal. Eu sempre quis aprender a tocar. Então, em cada bateria fui fazendo um laboratório de cada instrumento, até me formar um bom ritmista.

OBatuque.com – Um mestre de bateria?
Mestre China - Gosto muito de três grandes mestres: Ciça, Odilon e Marcão. Dos novos: Lolo, Thiago Caleguinho e outros dessa safra boa de novatos.

OBatuque.com – Eles serviram de inspiração?
Mestre China - Cada mestre tem uma característica, uma identificação na sua bateria, mas os três que eu citei me agradam em razão de alguns naipes dentro de suas baterias.

Lá vem a Pioneira sob a batuta do mestre China

Publicado em Últimas Notícias 1
Domingo, 19 Fevereiro 2017 13:03

Por Wellington Lopes
Foto: Alexandre Lourenço

Ele nasceu José Roberto Monteiro Bitar, mas durante a infância foi apelidado de China, em decorrência de sua irmã nissei, Tayonara, que praticava de lutas marciais. Em 1982, desfilou pela primeira vez na ala das crianças do Império Serrano com a sua avó Josefa. Filho de Alzenira Bitar, China aos poucos começou a se encantar com o som da bateria, especialmente com o som do repique, instrumento que tocou pela primeira vez.

Hoje, formado na universidade do samba, mestre China tem a responsabilidade de garantir a nota máxima para a Pioneira, a bateria de uma das escolas mais tradicionais do Rio de Janeiro, a Vizinha Faladeira.

 

OBatuque.com – Por quais escolas você passou, como ritmista e mestre?
Mestre China - Eu passei por várias escolas como ritmistas e algumas como diretor de bateria e mestre. Como ritmista saí na Engenho da Rainha, Cabuçu, Império da Tijuca, Arranco, Ponte, Cubango, Unidos da Tijuca, Salgueiro, Vila Isabel, Caprichosos, Viradouro, Porto da Pedra etc., muitas. Como diretor e mestre: Estácio de Sá, Canários das Laranjeiras, Foliões de Botafogo e Alegria da Zona Sul.

OBatuque.com – Qual o seu instrumento de preferência?
Mestre China - Gosto muito de tocar um bom repique, caixas e surdo de segunda.

OBatuque.com – Quando e como você assumiu a bateria da Vizinha?
Mestre China - Eu desfilo na Vizinha há muitos anos. Toquei para vários mestres: Rei, Capoeira, Esteves, Jorginho, Lolo entre outros. A Vizinha ficou dois anos sem desfilar. Essa nova administração assumiu dois anos e eu fui convidado pelo diretor de Carnaval, o Capoeira, a pôr um samba na escola e tive a felicidade de ganhar e dar o campeonato à escola. Ganhei todos os prêmios. Meu samba, em 2015, era com o mestre Marcão. Eu era presidente da bateria. Em 2016, Marcão saiu, e eu assumi o cargo de mestre. Estamos há dois anos à frente da bateria Pioneira. Agradeço pelo convite e a confiança do presidente David dos Santos.

OBatuque.com – Você participa da escolha dos sambas-enredos da Vizinha?
Mestre China – Sim. Gosto de participar. Esses três anos, eu e a Direção de Carnaval escolhemos o melhor, o resultado está aí com: safras boas todos os anos.

OBatuque.com – Quando começaram os preparativos para o carnaval deste ano?
Mestre China - Nossos ensaios começaram em maio do ano passado, com as oficinas e ensaios. Nosso calendário é o contrário das outras escolas. Começamos bem antes: escolher samba, barracão e ateliê.

OBatuque.com – Como vem a bateria da Vizinha? Pode adiantar alguma conversão?
Mestre China - Bateria vai desfilar com 120 componentes, com todos os naipes: tamborins, chocalhos, agogôs, cuícas, caixas, surdos, repiques, e este ano porei uma ala de frigideiras. A bateria virá com duas conversões e um break, estamos ensaiando ainda até semana que vem, quero, sem dúvidas, todos em sintonias.

OBatuque.com - Você é a favor dessas mudanças que ocorrem entre os mestres de bateria, sobretudo do Grupo Especial?
Mestre China - Sou contra essas mudanças porque muitas baterias estão ficando e virando uma mesmice, devido às exigências dos jurados para ter mais criatividade. Hoje, estamos escassos de repiques. São poucas baterias que têm sua ala completa. Gosto muito de manter a essência de cada bateria e as características delas. Quando eu assumo uma bateria, vejo qual é a deficiência dela e começo a trabalhar em cima dos naipes que estão precisando.

OBatuque.com – Ao assumir a bateria da Vizinha Faladeira, você mudou alguma coisa ou mantém a identidade da escola? Quais os instrumentos que identificam a sua bateria?
Mestre China - Continuo mantendo a pegada de caixas e swing das terceiras. A característica da bateria da Vizinha Faladeira é sem dúvidas a batida com as caixas e surdos de terceiras. Tocamos para Ogum. A comunidade é forte nesses naipes. A bateria Pioneira está hoje presente, acredito que em todas as baterias do Rio de Janeiro.

OBatuque.com – A que você atribui o aperfeiçoamento das baterias?
Mestre China – Hoje temos que ter um diferencial, todas as baterias estão evoluindo cada vez mais. Nenhuma delas passa por passar, todas estão bem ensaiadas e executando suas conversões com perfeição.

OBatuque.com - Como mestre, você precisou fazer algum curso de música para aperfeiçoar o aprendizado?
Mestre China - Eu sempre gostei de samba e nunca fiz faculdade de música, algo e tal. Eu sempre quis aprender a tocar. Então, em cada bateria fui fazendo um laboratório de cada instrumento, até me formar um bom ritmista.

OBatuque.com – Um mestre de bateria?
Mestre China - Gosto muito de três grandes mestres: Ciça, Odilon e Marcão. Dos novos: Lolo, Thiago Caleguinho e outros dessa safra boa de novatos.

OBatuque.com – Eles serviram de inspiração?
Mestre China - Cada mestre tem uma característica, uma identificação na sua bateria, mas os três que eu citei me agradam em razão de alguns naipes dentro de suas baterias.

Vizinha Faladeira realizará seu primeiro ensaio de rua nesta quarta

Publicado em Série B
Quarta, 25 Janeiro 2017 08:50

logo vizinha 2017

Na próxima quarta-feira, dia 25 de janeiro, a Vizinha Faladeira realizará seu primeiro ensaio técnico de rua com todos os segmentos, comunidade, componentes rumo à preparação para o desfile oficial marcado para o dia 28 de fevereiro, na Estrada Intendente Magalhães. A escola, campeã pela Série C em 2016, abrirá o Carnaval de 2017 da Série B com o enredo "A Última do Português a que nem Camões contaria...", que será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues.

O presidente David dos Santos enalteceu a importância do ensaio de rua para que a harmonia faça seu trabalho, bem como a direção de carnaval, para que todos possam avaliar como está o canto da escola. "O ensaio de rua será muito importante para corrigirmos o que tiver que ser alterado. Nosso objetivo maior é explorar o canto do samba e evoluir. Estamos com o nosso carnaval praticamente pronto e queremos chegar ao nosso terceiro título, todos estão trabalhando muito para isso", ressaltou.

O ensaio será realizado na Rua D1, ao lado da Rodoviária Novo Rio, às 20 horas (local onde a coirmã Unidos da Tijuca fazia seus ensaios). O acesso ao local é fácil e tranquilo. 

Página 1 de 2

 

 

Entrevistas

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Foto: Renato Cipriano A escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, do Grupo Especial do carn...

 

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper