Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Paulo Pereira dos Santos,popularmente Capilé

Publicado em Obatuque dos Ritmistas
Quinta, 22 Novembro 2018 14:29

Por Luis Leite

Fotos: Marcelo Moura

Paulo Pereira dos Santos, conhecido popularmente como Capilé, começou, ainda criança, frequentado os ensaios na quadra da Unidos de São Carlos (Estácio de Sá), onde aprendeu a batucar e a adotou a como escola de coração. Muitas vezes fugia de casa pra ir ao samba, ele era fascinado pelo ritmo. Nascido na Praça da Bandeira, se criou no bairro do Estácio. Com 54 anos, Capilé mora em Itaguaí, no Rio de Janeiro e não desfila mais, segundo ele, por ser evangélico.

OBatuque.com - Quando começou a perceber o dom de tocar um instrumento de escola de samba?
Capilé - Percebi o dom de tocar um instrumento quando eu tinha 12 anos de idade na escola de samba Unidos de São Carlos, hoje Estácio de Sá. Minha formação rítmica foi repique, caixa de guerra até chegar na marcação de terceira no qual eu me identifico.

OBatuque.com - Como você avalia as bossas e as paradinhas atuais? Elas atrapalham ou ajudam, na sua opinião?
Capilé - No meu tempo, quando comecei na Unidos de São Carlos, em 1979, como ritmista, não fazíamos paradinha, particularmente não sou fã, mas infelizmente hoje obrigam a  fazê-la.

Foto de Marcelo Moura 16

OBatuque.com - Por quais escolas de samba você desfilou como ritmista?
Capilé - Na Estácio de Sá, desfilei de 1979 até 1995, entre outras: Salgueiro, Vila Isabel Mangueira, Unido da Tijuca Império da Tijuca, Caprichosos de Pilares, Acadêmicos do Engenho da Rainha e da escola de samba de Belém do Pará onde eu fui diretor de bateria por dois anos.

OBatuque.com - Atualmente qual a agremiação você desfila como ritmista?
Capilé - Hoje, não desfilo mais em nenhuma agremiação, sou evangélico pastor da igreja Assembléia de Deus.

OBatuque.com - Desses, qual foi o desfile impecável da bateria?
Capilé - Foi no ano de 1979, quando desfilei pela primeira vez na Unidos de São Carlos, onde tive o privilégio juntos com demais ritmistas conquistar o Estandarte de Ouro.

OBatuque.com - Qual foi a paradinha que você mais gostou de todas as que você participou?
Capilé - A paradinha que eu gostei e participei foi do ano 1987: "O ti-ti-ti do sapoti" e "O boi dá bode", do ano 1988, com os mestres Ricardo e Osório.

Foto de Marcelo Moura 24Foto de Marcelo Moura 8
OBatuque.com - Um carnaval inesquecível?
Capilé - Meu carnaval inesquecível foram todos, exceto o ano de 1992, pois não desfilei por motivos pessoais.

OBatuque.com - Se você fosse mestre, qual seria a formação ideal para sua bateria?
Capilé - Vinte e quatro chocalhos, 20 cuícas, dez surdos de marcação primeira, 14 surdos de marcação de segunda, 12 centradores, 110 caixas de guerra e 60 repiques.

OBatuque.com - Um mestre de bateria?
Capilé - São vários mestres. Os saudosos mestres:  Hélio Macadame, Darcy Cardoso, Nelson Galinha, Adílson e o Boi Pequeno, que era ritmista centrador, além de ter sido o meu professor de marcação no qual eu me espelhei, foi um dos melhores tocador de surdo de terceira da Unidos de São Carlos que eu já vi até hoje.  Não podia esquece também dos meus amigos Ciça e Esteves.   

OBatuque.com - Um ritmista que você admira?
Capilé - O saudoso Gordo, Marcelo BB, Sulapa, Treme -Treme, Peralta, Pinho e o ritmista que eu admiro, Leonel repique de ouro da Estácio.

OBatuque.com - Projetos para o futuro em relação à profissão de ritmistas?
Capilé - Palestrar meus conhecimentos adquiridos na bateria da Estácio de Sá.

Arrastão de Cascadura realiza final de samba enredo nesta sexta

Publicado em Série E
Quarta, 21 Novembro 2018 17:32

Por Luis Leite

O Arrastão de Cascadura realiza nesta sexta-feira(23), a partir das 21h, em sua quadra de ensaios,a grande final de samba-enredo para o Carnaval 2019.

Segue abaixo a lista dos sambas finalistas

Samba 1: Marquinho Silva / Marcio de Deus / Orlando Ambrosio / Renan Diniz / Richard Valencia / Wallace Oliveira / Serginho Rocco / Tinga / Diego Nicolau / Lico Monteiro e Igor Vianna

Samba 2: Paulinho Direito e Carlos Moreira

Samba 3 :  Bachini / J. Giovani / Herbinho Mocidade / Vanir / Adilson Bambú/ Piririco e  Gambê

Samba 4: Jorginho Moreira / Odimar do Banjo / Flávio Back / Tim do Táxi / Madalena / Luiz Carlos e Kabeça do Táxi

 

A entrada para o evento é gratuita e o endereço da quadra é Rua Caetano da Silva, 700, Cascadura

O G.R.E.S. Arrastão de Cascadura, desfilará pela série E, no dia 09/03/2019, com o enredo "Casca D'ouro", que está sendo desenvolvido pelo Carnavalesco Sandro Gomes.

 

 

Kamila Reis é coroada rainha de bateria da Unidos do Porto da Pedra

Publicado em Série A
Terça, 13 Novembro 2018 04:07

Por Luis Leite

Fotos: Diego Mendes e Irapuã Jeferson/Divulgação

Na tarde do último sábado(10), foi de muita emoção para a modelo Kamila Reis. Ela foi coroada Rainha de Bateria da escola de samba Unidos do Porto da Pedra,o evento aconteceu na quadra da agremiação em São Gonçalo, Rio de Janeiro.

O ator Antônio Pitanga, que terá sua história contada pela agremiação na Marquês de Sapucaí em 2019, prestigiou a festa de coração da dançarina e modelo Kamila Reis como nova soberana dos ritmistas da vermelho e branco.

- Kamila é inteligente e tem muita cultura. Além de beleza, tem uma bagagem de vida. Nascida em São Gonçalo, é autêntica e é merecedora do posto de rainha de bateria – declarou.

04 mestre pablo pitanga kamila

A festa na Porto teve a presença do presidente da agremiação Fábio Montibelo; de Marcelo Calil, presidente de honra da Viradouro; de Marcelinho Calil, presidente da vermelho e branco de Niterói; de Renato Thor, presidente da Paraíso do Tuiuti e da Lierj, liga que representa as escolas da Série A; e do comentarista Milton Cunha, que apresentou as atrações. Rainhas de bateria como Bianca Reis (Portela), Carol Marins (Tuiuti), e Theba Pitylla, musa da escola paulistana Império da Casa Verde, foram algumas das beldades presentes.

08 marcelinho calil kamila marcelo calil

06 bianca carol theba milton e kamila

Também estiveram no evento amigos de infância e parentes na nova rainha. No palco, Kamila apresentou um número que mistura dança do ventre e samba, e que é sucesso  nos shows apresentações em Dubai, cidade dos Emirados Árabe onde vive e trabalha há nove anos.

Kamila foi coroada pela mãe, Zelina Reis, e recebeu a faixa das mãos de Maria Laura, primeira dama da agremiação. A convite da rainha, crianças do projeto Filhos de Baobá, do Morro da Penha, em Niterói, também se apresentaram dançando com a nova soberana da bateria Ritmo Feroz.

03 kamila maria laura primeira dama

Roberto Carlos Domingos,o Beto do surdo de marcação

Publicado em Obatuque dos Ritmistas
Sexta, 09 Novembro 2018 11:11

Por Luis Leite

Fotos: Arquivo pessoal

Roberto Carlos Domingos, 55 anos, morador do Estácio, aposentado, nascido e criado na comunidade do São Carlos e estaciano de coração. Roberto também é neto da baiana que fazia a sopa de ervilha para os ritmistas da bateria da Unidos de São Carlos, hoje Estácio de Sá. Foi vendo sua avó fazendo sopa que tudo começou.

 

Obatuque.com- Quando começou a perceber o dom de tocar um instrumento de escola de samba?

Roberto Carlos - Sempre gostei do ritmo mas, foi na bateria da Estácio, onde eu aprendi e comecei a tocar surdo de marcação, através do meu cunhado Esteves, que também era ritmista na época.

OBatuque.com - Qual o instrumento que você mais gosta?
Roberto Carlos - Eu gosto mais da marcação de primeira, conhecido popularmente de surdo Maracanã.

OBatuque.com - Toca todos os instrumentos?
Roberto Carlos - Somente alguns.

OBatuque.com - Como você avalia as bossas e as paradinhas atuais? Elas atrapalham ou ajudam, na sua opinião?
Roberto Carlos - Eu sou da época que não faziam bossas e nem convenções, não sou amante, mas uma paradinha muito bem executada com perfeição e criativa fica bonita.

OBatuque.com - Por quais escolas de samba você desfilou como ritmista?
Roberto Carlos - Que eu me lembro foram quatro agremiações:  Estácio de Sá, Acadêmicos do Engenho da Rainha, Foliões de Botafogo e Império da Tijuca.

OBatuque.com – Atualmente, qual a agremiação que você desfila como ritmista ou diretor de bateria?
Roberto Carlos - Hoje em dia, não desfilo mais como ritmista e nem como diretor, mas como convidado de apoio de bateria, com o mestre Ciça.

OBatuque.com - Desses, qual foi o desfile impecável da bateria?
Roberto Carlos - Pra mim, particularmente, foi o desfile 1992, quando a Estácio de Sá conquistou sua maior glória, sagrando-se campeã do carnaval com enredo “Paulicéia Desvairada”.

45822181 816962738655286 1956572596505935872 n

OBatuque.com - Você pede alguma licença ou reza seu instrumento para alguma entidade antes de desfilar?
Roberto Carlos - Eu faço o sinal da cruz e peço proteção.

OBatuque.com - Qual foi a paradinha que você mais gostou, de todas as que você participou?
Roberto Carlos - A paradinha que eu mais gosto e participei foi da Estácio de Sá carnaval de 1992. Naquele ano, a bateria de um show de ritmo na Sapucaí. Até o Ayrton Senna caiu no samba.

OBatuque.com - Um carnaval inesquecível?
Roberto Carlos - Foi quando eu desfilei pela primeira vez como ritmista em 1990 na Estácio de Sá. Mas antes já desfilava na ala da comunidade, ala de apoio entre outras.

45729253 282028902446537 4104200108730482688 n

OBatuque.com - Se você fosse mestre, qual seria a  formação ideal para sua bateria?
Roberto Carlos - Vinte e seis tamborins, 24 chocalhos, 20 cuícas, dez surdos de primeira, 12 surdos de segunda, dez surdos de terceira, cem caixas e 36 repiques.

OBatuque.com - Um mestre de bateria?
Roberto Carlos - Eu sempre falo, pra mim existem três: Ciça, Esteves e Odilon.

OBatuque.com - Um ritmista que admira?
Roberto Carlos - Na atualidade tem muitos, mas dos antigos, o Mangueira, no qual eu me espelhei (marcação de primeira).

OBatuque.com - Projetos para o futuro em relação à profissão de ritmistas?
Roberto Carlos - No momento, o meu único projeto é voltar pra minha escola de samba, a Estácio de Sá.

Porto da Pedra vai coroar nova rainha de bateria neste sábado

Publicado em Série A
Quinta, 08 Novembro 2018 18:23

Por Luis Leite

Fotos:Kashif Joosub/Divulgação

A festa de coração da dançarina e modelo Kamila Reis como rainha de bateria da Porto da Pedra vai movimentar a quadra da escola de São Gonçalo neste sábado(10), a partir das 14h.

Kamila receberá a coroa durante a feijoada da escola, que terá como principais atrações musicais os cantores e compositores Xande de Pilares e Toninho Geraes.

A nova soberana dos ritmistas da vermelho e branco, que mora há nove anos com o marido em Dubai, nos Emirados Árabes, garante que as mais de 14 horas de voo entre a cidade onde vive e o Rio de Janeiro não serão empecilho para que ela cumpra os compromissos com a vermelho e branco.

"Desde que fui convidada para o posto, em abril, tenho vindo ao Brasil uma vez por mês. Assim que chego, minha prioridade é ir à quadra. Tenho conseguido conciliar minha agenda de trabalho em Dubai com todos os eventos importantes da escola. A partir da primeira semana de janeiro, vou ficar aqui direto", contou.

05 kamila reis Kashif JoosubNascida e criada em São Gonçalo, Kamila garante que quer curtir cada momento do reinado que começará oficialmente neste sábado.

"Quero aproveitar muito isso tudo! Nasci e cresci numa casa que ficava atrás da quadra. A primeira batucada que ouvi na vida foi a da bateria da escola. Minha frase pode soar meio clichê, mas não é. Ser rainha de bateria da Porto era um sonho de verdade", revela a moça, que há dois carnavais vinha ocupando o posto de musa da agremiação.

Pablo, líder da bateria Ritmo Feroz, não economiza elogios ao falar sobre a rainha.

"Kamila é uma junção de várias coisas boas. Tem samba no pé, é bonita, simpática, carismática. Chega sempre sorridente, beijando e abraçando todo mundo. Ela sabe ser rainha e acho que ela é o que a bateria da Porto da Pedra estava precisando", destaca o mestre.

O ingresso de pista para a feijoada custa R$ 10 (antecipado, à venda na quadra e pelo http://www.aloingressos.com.br/feijoada-do-porto-da-pedra.html), e R$ 15, na hora. O prato de feijoada custa R$ 20. A quadra da escola fica na Rua João Silva, 84, no Porto da Pedra. Informações: (21) 2606-8623.

Império da Tijuca recebe Beija-Flor e Grande Rio no Fim de Tarde Imperial neste domingo

Publicado em Série A
Quarta, 07 Novembro 2018 11:11

Por Luis Leite

A Império da Tijuca vai receber integrantes da Beija-Flor de Nilópolis e do Acadêmicos do Grande Rio neste domingo (11), a partir das 18h, no seu já tradicional ensaio-show com a presença de escolas convidadas. O "Fim de Tarde Imperial" acontece na quadra da agremiação. O ingresso custa R$ 10,00.

A grande anfitriã abrirá os trabalhos ao entardecer do horário de verão sob o comando do intérprete Daniel Silva e da bateria Sinfonia Imperial. Vão se apresentar passistas, baianas, velha guarda e departamento feminino.  Participam também os casais de mestre-sala e porta-bandeira e a rainha de bateria Laynara Teles. Tudo isso ao som de sambas antológicos da escola e do hino oficial para o próximo Carnaval, quando a escola apresentará o enredo "Império do Café, o Vale da Esperança", de desenvolvimento do carnavalesco Jorge Caribé.

Em seguida, a tricolor de Caxias - Acadêmicos do Grande Rio que em 2019 levará para a Sapucaí o enredo "Quem nunca... Que atire a primeira pedra!" dará o seu show. Fechando a noite Beija-Flor tomará conta do palco e da quadra com seus segmentos e a bateria de mestres Rodney e Plínio. No roteiro, sambas históricos e o hino para o Carnaval 2019.

A quadra do Império da Tijuca fica na Rua Medeiros Pássaro nº 84, Tijuca.

Beija-Flor realiza ensaio nesta quinta

Publicado em Grupo Especial
Terça, 06 Novembro 2018 14:15

Por Luis Leite

A Beija-Flor de Nilópolis retoma a sua rotina de ensaios nesta quinta-feira, dia 08 de novembro, a partir das 20h30.

Como tradicionalmente acontece, todos os componentes participam do treino que tem como objetivo principal treinar o canto da Deusa da Passarela. A quadra da azul e branca fica na Rua Pracinha Wallace Paes Leme, 2015.

A atual campeã do carnaval será a quinta a desfilar no domingo de folia. Em 2019, a agremiação levará para a Avenida o enredo ''Quem não viu, vai ver... As Fábulas do Beija-Flor'', um passeio pela trajetória da agremiação''.

Jéssica Guirgo é a nova rainha de bateria do Feitiço do Rio

Publicado em Série E
Terça, 06 Novembro 2018 08:09

Por Luis Leite

O G.R.E.S. Feitiço do Rio, escolheu no último sábado(03), sua nova rainha de bateria, Jéssica Guirgo.  Ela substituirá Valéria Mari, depois ter a incrível passagem, por dois anos.

Além de seus trabalhos consagrados no mundo do samba, onde é musa e destaque em outras agremiações, Jéssica também já realizou trabalhos como coreógrafa de Comissão de Frente. Além dos projetos voltados ao Carnaval, a nova rainha é atriz e bailarina, onde participa de diversas apresentações mundo afora. Também se destaca os projetos sociais desenvolvidos por Jéssica."

Em 2019, com o enredo "Do sagrado ao profano, tem batuque na Pedra do Sal", o GRES Feitiço do Rio levará à Intendente Magalhães na Série E um desfile histórico e memorável.

Morre Mestre Jorjão, o criador da famosa paradinha funk

Publicado em Grupo Especial
Sexta, 26 Outubro 2018 22:01

Por Luis Leite

O mundo do samba está de luto. Morreu no início da noite deste sábado (27) no Rio, ao 66 anos, o ex-diretor de bateria Jorge de Oliveira, conhecido como mestre Jorjão, um dos maiores ícones da história do carnaval carioca.

O sambista estava internado desde setembro, após sofrer um acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI).

Discípulo de Mestre André, Jorjão esteve no comando da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, entre 1989 e 1994, retornando em 1999.  Sempre com notas máximas, conquistou dois Estandartes de Ouro nos anos de 1991 e 1992.  Teve passagens também pela Grande Rio, Unidos do Viradouro, Santa Cruz, Acadêmicos do Cubango, Tom Maior, Acadêmicos do Tucuruvi, Paraíso do Tuiuti, Imperatriz Leopoldinense e Boi da Ilha do Governador.

Foi o criador da "Paradinha Funk" e ajudou na conquista do único título da escola de samba Unidos do Viradouro no Carnaval de 1997, com o enredo "Trevas! Luz! a Explosão do Universo”, do carnavalesco Joãosinho Trinta.

O velório acontece na antiga quadra da escola de samba Mocidade Independente na Rua Coronel Tamarino, 38 em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio.

O corpo do sambista será sepultado nesta segunda-feira (29), às 16h, no Cemitério do Irajá, na Zona Norte do Rio.

 

Nota da Mocidade através das redes sociais:

"Com pesar, comunicamos o falecimento do querido Mestre Jorjão, um dos maiores mestres de bateria do Brasil! Sua trajetória dispensa apresentações, e foi marcada por inovações e momentos marcantes na história do Carnaval, tanto em nossa Mocidade, sua escola do coração, quanto em passagens por coirmãs.

A Mocidade Independente, através de sua diretoria, se coloca de luto. Desejamos força e que Deus esteja com seus familiares".

 

Nota de pesar da Viradouro:

"Foi com grande pesar que recebemos na noite deste sábado, 27 de outubro, a notícia da morte de mestre Jorjão. Ele, que comandou a bateria da Viradouro de 1996 a 1998, foi um dos protagonistas do desfile que nos deu o único campeonato do Grupo Especial, em 1997, com a inédita batida funk e suas "paradinhas".

Em fevereiro de 2017, por ocasião da comemoração dos 20 anos do título, Jorjão foi recebido com festa em nossa quadra, quando recebeu uma homenagem por sua contribuição à história de nossa agremiação.

IMG 9411 2Que os anjos o recebam de braços abertos e que Deus conforte sua família. Obrigado por tudo, Mestre".

 

 

Página 1 de 8

 

 

Entrevistas

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Pelotas tem seu "Dia do Samba"

Pelotas tem seu "Dia do Samba"

A partir desse ano, a cidade gaúcha - Pelotas - passará a comemorar o "D...

 

icone instagram

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper