Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Vizinha Faladeira abre às portas para a juventude Destaque

Publicado em Série B
Segunda, 28 Novembro 2016 18:19

Foto: Adriana Vieira

Fundada em 10 de dezembro de 1932 e próxima de completar mais um aniversário, a Vizinha Faladeira ressurgiu no Carnaval com uma equipe renovada que já conquistou o bicampeonato nas Séries C e D, conquistando o direito de abrir o Carnaval da Intendente Magalhães em 2017, pela Série B. De acordo com o presidente da escola, David dos Santos, o resultado conquistado é fruto de um trabalho realizado por uma equipe que ama a escola e quer que ela volte a ocupar o lugar que outrora pertenceu e desfilar na Marquês de Sapucaí.

No entanto, não é só de trabalho que a agremiação destina seu foco, mas também em abrir às portas para a garotada que gosta de samba e carnaval, como o caso das meninas Danyelle Fogaça, Heloísa Bitar e Yana Larissa. As pequenas sambistas comparecem todas as quartas aos ensaios da escola e já sabem na ponta da língua o samba do enredo "A Última do Português a que nem Camões contaria...", que será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues.

Com apenas 10 anos, a estudante Danyelle Fogaça desfila na escola como Musa da Ala de Passistas, que é comandada por Rosângela. Segundo a jovem, o samba entrou na sua vida quando tinha dois anos, idade em que iniciou seus desfiles na Vizinha à frente da bateria Ritmo Pioneiro com a tia, atual rainha, Lu Fogaça.

"Eu fui uma rainha mirim. De lá para cá, sempre desfilo na escola, agora na ala de passistas. Eu aprendi a sambar com minha amiga Poliana, que me ensinou com calma cada passo. Meu ritmo está acelerado e estou ansiosa para que chegue logo o Carnaval para poder ver minha escola campeã novamente. Tenho ensaiado na escola toda quarta-feira e em casa também. A Vizinha Faladeira representa muito para mim, pois é como se fosse minha segunda família, já que aqui posso fazer o que gosto: sambar. Acho que idade não significa muita coisa, o importante é você fazer o que gosta com amor e dedicação. Eu, por exemplo, amo sambar", declarou.

A estudante Yana Larissa, de 13 anos, também é MUSA da Ala de Passistas. Ela iniciou no samba por influência da mãe e da tia que confeccionavam fantasias para a escola. Junto com uma amiga, segundo Yana, desfilaram como sereias na Vizinha. Após a emoção de pisar na Passarela, ela se apaixonou pela escola e desfila sempre, sendo que agora no posto de musa.

"A musa tem como função apresentar a ala de passistas. Eu sambo muito na avenida, em casa e nos ensaios. Meu ritmo é intenso, não falto aos ensaios e procuro sempre me dedicar algumas horas aos estudos. Como será meu terceiro ano desfilando como musa, posso garantir que estou preparada para sambar os quarenta minutos pela minha escola do coração. Eu estudei dança e balé. O samba representa tudo para mim, amo de paixão tudo isso aqui (apontando para a quadra da escola). Eu sou Vizinha Faladeira", disse a jovem. 

Princesa da bateria Ritmo Pioneiro com apenas 13 anos, a estudante Heloísa Bitar se destaca nos ensaios por samba como uma profissional. Dona de um sorriso contagiante, ela fala com carinho que começou a frequentar a escola com o seu pai, que é compositor campeão da azul, vermelho e branco. Este ano, segundo ela, surgiu o convite para ser a princesa e prontamente aceitou.

"Eu fiquei muito feliz e adoro sambar à frente da bateria junto com a rainha Lu Fogaça. Sempre quando é possível ensaiamos juntas. Eu também sou a segunda princesa mirim do Carnaval. A minha fantasia será uma grande surpresa no desfile. O dia a dia de uma princesa é normal, pois estudo para ter boas notas e ensaio muito tanto em casa como na escola. O samba significa tudo para mim, sem ele eu não vivo. Acho que todas as meninas da minha idade deveriam conhecer o samba e fazer carreira, já que almejo chegar a ser rainha da bateria. Estou me preparando para isso", ressaltou.

Última modificação em Segunda, 28 Novembro 2016 13:20

Itens relacionados (por tag)

  • Estácio promove ciclo de palestras em homenagem aos 90 anos da escola

    Por Marta Almeida

    A primeira escola de samba do Brasil, a Estácio de Sá, está comemorando 90 anos de existência. Pensando nessa data tão importante, o Departamento Cultural da vermelho e branco promove um ciclo de palestras para contar essa história, que acontecerá uma vez por mês, a partir do dia 10 de maio, próxima quarta-feira, na quadra da escola.
    Uma série de encontros, com mesas redondas, com o intuito de relembrar tantos momentos vividos pela agremiação. O tema da primeira roda será as escolas que deram origem ao berço do samba, que contará com nomes de peso, como Adilson Almeida, herdeiro de seu Bacural, um dos fundadores da Unidos de São Carlos e oriundo da Vê se Pode, com recordações fascinantes dos antigos desfiles.
    O encontro terá início às 20h e é aberto ao público e um convite aos componentes da agremiação, pesquisadores e sambistas, que queiram se aprofundar na história viva do samba e da própria Estácio de Sá.
    A mediação será feita por Yuri Eiras, estudante de jornalismo e um dos integrantes do departamento cultural da escola, e as atividades irão até agosto.
    A quadra da Estácio fica na Avenida Salvador de Sá, 206, Cidade Nova, Rio de Janeiro.

     


    Blog da Martinha

     

     

  • Estácio promove ciclo de palestras em homenagem aos 90 anos da escola

    Por Marta Almeida

    A primeira escola de samba do Brasil, a Estácio de Sá, está comemorando 90 anos de existência. Pensando nessa data tão importante, o Departamento Cultural da vermelho e branco promove um ciclo de palestras para contar essa história, que acontecerá uma vez por mês, a partir do dia 10 de maio, próxima quarta-feira, na quadra da escola.


    Uma série de encontros, com mesas redondas, com o intuito de relembrar tantos momentos vividos pela agremiação. O tema da primeira roda será as escolas que deram origem ao berço do samba, que contará com nomes de peso, como Adilson Almeida, herdeiro de seu Bacural, um dos fundadores da Unidos de São Carlos e oriundo da Vê se Pode, com recordações fascinantes dos antigos desfiles.


    O encontro terá início às 20h e é aberto ao público e um convite aos componentes da agremiação, pesquisadores e sambistas, que queiram se aprofundar na história viva do samba e da própria Estácio de Sá.


    A mediação será feita por Yuri Eiras, estudante de jornalismo e um dos integrantes do departamento cultural da escola, e as atividades irão até agosto.


    A quadra da Estácio fica na Avenida Salvador de Sá, 206, Cidade Nova, Rio de Janeiro.

     



    Blog da Martinha

     

     

  • Vizinha Faladeira divulga sinopse do Enredo 2018

    Presidente de honra, Marcus Vinícius, carnavalescos Jean Rodrigues e Paulo Barros, e presidente David dos Santos

    Foto: Adriana Vieira

     

    A Pioneira do Samba entrega sinopse aos compositores. Obras serão apresentadas no dia 10 de junho.

    Os compositores receberam na última quinta-feira, dia 4, a sinopse do enredo de 2018 da Vizinha Faladeira: "O marquês numa viagem pioneira, vê nascer um rei na Vizinha Faladeira!... Paulo Barros, o DNA do Carnaval". O tema em homenagem ao carnavalesco Paulo Barros será desenvolvido pelo carnavalesco Jean Rodrigues. 

    O tira-dúvidas com os compositores está marcado para o próximo dia 22 de maio, com entrega dos sambas-enredo no dia 6 de junho, e apresentação das obras na tradicional feijoada do dia 10 do mesmo mês. 

    O presidente David dos Santos espera contar com grandes sambas para que possa escolher o hino oficial que representará esta justa homenagem ao carnavalesco que revolucionou o Carnaval na Passarela do Povão. "Paulo Barros iniciou a carreira na Vizinha Faladeira. Sua ligação com a escola é muito grande. Iremos apresentar o o enredo na Feijoada do dia 20 de maio, com a presença do Paulo Barros e da Unidos de Vila Isabel", destacou. 

    A escolha do nome Paulo Barros pela diretoria da Pioneira deve-se a estreita ligação e início profissional do carnavalesco com a escola. Em 1993, apenas como figurinista da Vizinha, ele brilhou com o enredo "Um ser criança", pela Série B. No ano seguinte, já como carnavalesco, despontava com o enredo "Sou Rei - Sou Rainha - Na corte da Vizinha", conquistando o segundo lugar. Em 1995, por sua vez, com o enredo "O Relicário do samba", conquistou o sexto lugar pela Série A, e surpreendeu o público com a alegoria Pietá. 

    A agremiação será a décima a desfilar na Série B da Intendente Magalhães.

Deixe um comentário

Enquete

O que achou do novo site?
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
Votos totais:
Primeiro voto:
Último voto:

 

 

Entrevistas

Felipe Lima deixa o Dendê e assume a voz do Amarelinho

Felipe Lima deixa...

Por Daniel DuarteFoto: presidente Marquinhos e Felipe Lima/arquivo pessoal Após...

Marcus Vinícius desabafa: “A Alegria da Zona Sul merece respeito”

Marcus Vinícius desabafa:...

Por Wellington Lopes Foto: arquivo pessoal/por Val DiOlyvera Após a...

Lá vem a Pioneira sob a batuta do mestre China

Lá vem a...

Por Wellington LopesFoto: Alexandre Lourenço Ele nasceu José Roberto Monteiro Bitar,...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Grupo Pixote na quadra da Estácio de Sá

Grupo Pixote na quadra da Estácio de Sá

O pagode vai rolar solto no Berço do Samba. Dia 27 de maio, sábado, a partir d...

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Manacapuru e o festival de cirandas

Manacapuru e o festival de cirandas

Por Ricardo Maia A diversidade cultural do brasileiro encanta e surpreende cada vez mais. A cerc...

 

Extras

fotos

propaganda yes

JoomShaper