Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Patrícia Chélida: uma empreendedora carnavalesca Destaque

Publicado em Série A
Terça, 22 Novembro 2016 14:26

Por Bárbara Alejandra
Fotos: Márcio Cassol

A atual rainha de bateria da União do Parque Curicica, Patrícia Chélida, que será coroada no próximo domingo 27, trabalha há muito pelo carnaval e com o carnaval.

Chélida, que foi Rainha do Carnaval, é musa da Unidos da Tijuca, professora, bailarina e ainda encontra tempo para se dedicar como empresária do ramo de artigos de carnaval e festas em uma loja em Madureira.

loja chelida 1 loja chelida 7 loja chelida 12 loja chelida 18 loja chelida 30

 

Em visita à loja da beldade, pôde-se constatar a variedade de artigos que Patrícia empreende. “Trabalhamos com vestidos, sapatos, roupas de festa com pedrarias aplicadas e roupas de muito bom gosto a preços que ficam acessíveis ao público em geral, estamos aqui há dois anos e viemos para ficar", diz a entusiasmada rainha.

loja chelida 33 loja chelida 41 loja chelida 66
Última modificação em Terça, 22 Novembro 2016 17:27

Itens relacionados (por tag)

  • Diretores de carnaval – Wanderson Sodré

    Foto: arquivo pessoal por Ana Paula/SRZD

     

    OBatuque.com - O que o público pode esperar da Curicica?
    Wanderson Sodré
    - O público em geral que estiver na Sapucaí, ou em casa vendo pela TV vai ver uma União do Parque Curicica muito colorida e abrindo um baú de boas lembranças que vai fazer cada pessoa que tiver mais de 30 anos relembrar o passado do que viveu, viu ou ouviu.

    OBatuque.com - Qual será o ponto alto do seu desfile?
    Wanderson Sodré
    - A intenção da Curicica é mostrar um carnaval uniforme do início ao fim, mais com certeza nossa bateria vai fazer a diferença, seja pela homenagem que a fantasia representa, ou pelas bossas que serão executadas ao longo da avenida.

    OBatuque.com - Vocês usarão alguma estratégia especial de harmonia e evolução? O que espera conseguir com essa estratégia?
    Wanderson Sodré
    - A Curicica traz para esse carnaval, uma situação nova para ela no desfile referente ao quesito evolução, que é o diretor de evolução, que trabalha diretamente com a ala. São grupos que já desfilam há muito tempo juntos, e com isso tem uma intimidade maior no entrosamento da evolução e cobrando um ao outro o canto do samba. Dessa forma, buscaremos um melhor canto das alas.

    OBatuque.com - Qual de suas alegorias vai chamar mais a atenção do público? Por quê?
    Wanderson Sodré
    - Nosso abre-alas. Porque vai retratar brinquedos que hoje não são muito populares, mas que foram febres nos anos 70, 80 e 90.

    OBatuque.com - Qual será a sua ala de destaque? Pelo figurino ou pela coreografia?
    Wanderson Sodré
    - Haverá muitas alas de fácil leitura e que vão mexer com o público, mas a última ala da escola será duas homenagens em uma ala só.

    OBatuque.com - Em razão da retirada da torre, os carros este ano tendem a vir mais altos.
    Wanderson Sodré
    - Não funciona muito para o acesso, pois a maiorias das escolas do grupo sofre com o deslocamentos por não ter uma estrutura similar à da Cidade do Samba, por isso a altura dos carros, mesmo com recurso de talhas e elevadores, não se altera muito.

    OBatuque.com - A Curicica, que se concentra pelo lado dos Correios, aumentou os carros ou eles virão no mesmo padrão dos anos anteriores?
    Wanderson Sodré
    - A Curirica já usa um tamanho de carro a partir dos 14 metros, então independentemente de que lado vier já manteríamos esse tamanho, que é satisfatório para o projeto.

    OBatuque.com - Devemos ficar atentos a alguma inovação fora do tradicional?
    Wanderson Sodré
    - Sim, nossa comissão de frente foge do tradicional. Escolhemos pessoas “normais”, fora da área da dança para integrar nosso corpo de bailarinos, pois será uma comissão irreverente que vai mostrar que mesmo com toda diferença que temos, seja de idade, sexo, tamanho ou deficiência, o importante é ser feliz e mais nada!

  • Diretores de carnaval – Wanderson Sodré

    Foto: arquivo pessoal por Ana Paula/SRZD

     

    OBatuque.com - O que o público pode esperar da Curicica?
    Wanderson Sodré
    - O público em geral que estiver na Sapucaí, ou em casa vendo pela TV vai ver uma União do Parque Curicica muito colorida e abrindo um baú de boas lembranças que vai fazer cada pessoa que tiver mais de 30 anos relembrar o passado do que viveu, viu ou ouviu.

    OBatuque.com - Qual será o ponto alto do seu desfile?
    Wanderson Sodré
    - A intenção da Curicica é mostrar um carnaval uniforme do início ao fim, mais com certeza nossa bateria vai fazer a diferença, seja pela homenagem que a fantasia representa, ou pelas bossas que serão executadas ao longo da avenida.

    OBatuque.com - Vocês usarão alguma estratégia especial de harmonia e evolução? O que espera conseguir com essa estratégia?
    Wanderson Sodré
    - A Curicica traz para esse carnaval, uma situação nova para ela no desfile referente ao quesito evolução, que é o diretor de evolução, que trabalha diretamente com a ala. São grupos que já desfilam há muito tempo juntos, e com isso tem uma intimidade maior no entrosamento da evolução e cobrando um ao outro o canto do samba. Dessa forma, buscaremos um melhor canto das alas.

    OBatuque.com - Qual de suas alegorias vai chamar mais a atenção do público? Por quê?
    Wanderson Sodré
    - Nosso abre-alas. Porque vai retratar brinquedos que hoje não são muito populares, mas que foram febres nos anos 70, 80 e 90.

    OBatuque.com - Qual será a sua ala de destaque? Pelo figurino ou pela coreografia?
    Wanderson Sodré
    - Haverá muitas alas de fácil leitura e que vão mexer com o público, mas a última ala da escola será duas homenagens em uma ala só.

    OBatuque.com - Em razão da retirada da torre, os carros este ano tendem a vir mais altos.
    Wanderson Sodré
    - Não funciona muito para o acesso, pois a maiorias das escolas do grupo sofre com o deslocamentos por não ter uma estrutura similar à da Cidade do Samba, por isso a altura dos carros, mesmo com recurso de talhas e elevadores, não se altera muito.

    OBatuque.com - A Curicica, que se concentra pelo lado dos Correios, aumentou os carros ou eles virão no mesmo padrão dos anos anteriores?
    Wanderson Sodré
    - A Curirica já usa um tamanho de carro a partir dos 14 metros, então independentemente de que lado vier já manteríamos esse tamanho, que é satisfatório para o projeto.

    OBatuque.com - Devemos ficar atentos a alguma inovação fora do tradicional?
    Wanderson Sodré
    - Sim, nossa comissão de frente foge do tradicional. Escolhemos pessoas “normais”, fora da área da dança para integrar nosso corpo de bailarinos, pois será uma comissão irreverente que vai mostrar que mesmo com toda diferença que temos, seja de idade, sexo, tamanho ou deficiência, o importante é ser feliz e mais nada!

  • Wanderson Sodré

    Foto: arquivo pessoal por Ana Paula/SRZD

     

    OBatuque.com - O que o público pode esperar da Curicica?
    Wanderson Sodré
    - O público em geral que estiver na Sapucaí, ou em casa vendo pela TV vai ver uma União do Parque Curicica muito colorida e abrindo um baú de boas lembranças que vai fazer cada pessoa que tiver mais de 30 anos relembrar o passado do que viveu, viu ou ouviu.

    OBatuque.com - Qual será o ponto alto do seu desfile?
    Wanderson Sodré
    - A intenção da Curicica é mostrar um carnaval uniforme do início ao fim, mais com certeza nossa bateria vai fazer a diferença, seja pela homenagem que a fantasia representa, ou pelas bossas que serão executadas ao longo da avenida.

    OBatuque.com - Vocês usarão alguma estratégia especial de harmonia e evolução? O que espera conseguir com essa estratégia?
    Wanderson Sodré
    - A Curicica traz para esse carnaval, uma situação nova para ela no desfile referente ao quesito evolução, que é o diretor de evolução, que trabalha diretamente com a ala. São grupos que já desfilam há muito tempo juntos, e com isso tem uma intimidade maior no entrosamento da evolução e cobrando um ao outro o canto do samba. Dessa forma, buscaremos um melhor canto das alas.

    OBatuque.com - Qual de suas alegorias vai chamar mais a atenção do público? Por quê?
    Wanderson Sodré
    - Nosso abre-alas. Porque vai retratar brinquedos que hoje não são muito populares, mas que foram febres nos anos 70, 80 e 90.

    OBatuque.com - Qual será a sua ala de destaque? Pelo figurino ou pela coreografia?
    Wanderson Sodré
    - Haverá muitas alas de fácil leitura e que vão mexer com o público, mas a última ala da escola será duas homenagens em uma ala só.

    OBatuque.com - Em razão da retirada da torre, os carros este ano tendem a vir mais altos.
    Wanderson Sodré
    - Não funciona muito para o acesso, pois a maiorias das escolas do grupo sofre com o deslocamentos por não ter uma estrutura similar à da Cidade do Samba, por isso a altura dos carros, mesmo com recurso de talhas e elevadores, não se altera muito.

    OBatuque.com - A Curicica, que se concentra pelo lado dos Correios, aumentou os carros ou eles virão no mesmo padrão dos anos anteriores?
    Wanderson Sodré
    - A Curirica já usa um tamanho de carro a partir dos 14 metros, então independentemente de que lado vier já manteríamos esse tamanho, que é satisfatório para o projeto.

    OBatuque.com - Devemos ficar atentos a alguma inovação fora do tradicional?
    Wanderson Sodré
    - Sim, nossa comissão de frente foge do tradicional. Escolhemos pessoas “normais”, fora da área da dança para integrar nosso corpo de bailarinos, pois será uma comissão irreverente que vai mostrar que mesmo com toda diferença que temos, seja de idade, sexo, tamanho ou deficiência, o importante é ser feliz e mais nada!

Deixe um comentário

 

 

Entrevistas

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Blocos

Carnaval pelo Brasil

 

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper