Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Carnavalesco da Grande Rio lança livro sobre Rosa Magalhães Destaque

Publicado em Grupo Especial
Terça, 02 Julho 2019 21:28
Carnavalesco da Grande Rio lança livro sobre Rosa Magalhães Foto/Divulgação

A poética artística de umas mais vitoriosas carnavalescas da folia carioca virou tema de um livro, de autoria do pesquisador e também carnavalesco Leonardo Bora, atualmente na Acadêmicos do Grande Rio. Publicada pelo Selo Carnavalize, da Rico Editora, a obra "A Antropofagia de Rosa Magalhães" investiga a ideia de brasilidade e antropofagia por meio de diversos estilos artísticos em onze carnavais da artista a frente da Imperatriz Leopoldinense. O lançamento acontece dia 5 de julho, a partir das 16h, na Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, que fica na Rua Luís de Camões, 68, na Praça Tiradentes. A noite de autógrafos terá ainda um cine-debate sobre o desfile da Imperatriz Leopoldinense de 2002, que norteia a pesquisa.


Para discutir a apresentação e seus bastidores, estarão presentes profissionais e artistas que participaram do processo de construção do desfile. Além da própria carnavalesca, seu assistente e figurinista há mais de trinta nos, Mauro Leite, também falará do processo criativo do cortejo. Completam a mesa, a projetista e cenógrafa Penha Lima, responsável por materializar alegorias daquele ano, e a destaque Samile Cunha, que não só desfilou como ajudou a confeccionar fantasias do setor sobre a Carmen Miranda.

Depois do Cine-Debate, o autor Leonardo Bora assinará os exemplares do lançamento "A antropofagia de Rosa Magalhães". Além disso, os livros "E vai rolar a festa" e "O inverso das origens" (amos da Editora Nova Terra) de Rosa Magalhães também estarão à venda e poderão ser autografados pela artista após a roda de conversa.

Sobre o lançamento, o texto do atual carnavalesco da Grande Rio parte da narrativa desenvolvida pela carnavalesca para o desfile de 2002 da Imperatriz Leopoldinense, "Goitacazes... Tupi or not Tupi, in a South American Way!", onde Leonardo Bora mergulha num caldeirão de fontes literárias, temperando a sopa com informações curiosas sobre os bastidores de uma polêmica apresentação de escola de samba. Entre romantismos, modernismos e tropicalismos, investiga-se a relação do trabalho da carnavalesca com os movimentos artísticos que ajudaram a construir o que se entende por "brasilidade". Na visão brilhante e atenta de Leonardo, constituem um sistema simbólico e artístico fascinante: a síntese antropofágica de uma das maiores artistas brasileiras dos últimos tempos, que conta com uma galeria de registros feitos pelo fotógrafo Wigder Frota.

O livro é fruto da pesquisa de mestrado no Programa de Pós-graduação em Teoria da Literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O professor e pesquisador Fred Góes, orientador do trabalho pontua: "Batendo todas essas referências em um mesmo liquidificador, a tropicalidade antropofágica de Rosa Magalhães se revela plena por meio dos instrumentos de navegação de Leonardo Bora, um artista surpreendente, intelectual hardcore e um sujeito adorável", destacou em seu texto.

O selo e o projeto Carnavalize

 "A Antropofagia de Rosa Magalhães", que conta com a orelha escrita pelo escritor e pesquisador Felipe Ferreira, é o segundo livro lançado pelo selo Carnavalize, da Rico Editora, que integra um projeto multiplataforma que busca pensar o carnaval em novos espaços de circulação. Iniciado como um perfil de redes sociais e um site, o Carnavalize é hoje produtor de aproximação do carnaval entre o universo da arte e da literatura, realizando seminários e exposições valorizando nossa maior folia. Recentemente, o grupo realizou uma mostra artística no mesmo Centro Municipal Hélio Oiticica em homenagem a Rosa Magalhães.

A exposição "Uma delirante celebração carnavalesca: o legado de Rosa Magalhães" reuniu mais de trinta e cinco artistas de múltiplas áreas em torno da poética da artista sete vezes campeãs na folia brasileira entre fevereiro e abril, com um enorme público que prestigiou a mostra neste período.

Para Leonardo Antan, editor da obra e um dos responsáveis pela iniciativa, "o Carnavalize é vital para pensar novos espaços de divulgação, valorizando esse evento que reúne arte e cultura de maneira única no mundo". Sobre o livro de Bora e seu trabalho com curador, ele afirma que "Rosa Magalhães é uma das maiores artistas em atividade do seu país, não só pelo seu trabalho no carnaval, mas como sua atuação em eventos como a Abertura dos Jogos Pan-Americanos, com a qual ganhou um Emmy, e a participação na Bienal de Veneza e Quadrienal de Praga, reconhecido internacionalmente". Ele completa que o lançamento "lança luz para riqueza simbólica e poética do imaginário que essa artista construiu em sua grande trajetória e precisa ser lembrado pela História da Arte do Brasil", concluiu o pesquisador que atualmente cursa Mestrado em Artes na UERJ.

Sobre o autor


Leonardo Augusto Bora é licenciado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre e doutor (com período de mobilidade acadêmica na Université Nice Sophia Antipolis, em Nice, França) em Ciência da Literatura – Teoria Literária pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente, desenvolve pesquisa de pós-doutorado no Programa Avançado de Cultura Contemporânea da Faculdade de Letras da UFRJ e é professor substituto de estudos da cena, da dramaturgia e do espaço cênico da Escola de Belas Artes (EBA-UFRJ). Enquanto carnavalesco, já assinou desfiles para as escolas de samba Mocidade Unida do Santa Marta, Acadêmicos do Sossego e Acadêmicos do Cubango. Atualmente, dá expediente na Acadêmicos do Grande Rio, onde irá desenvolver ao lado de Gabriel Haddad uma homenagem ao babalorixá brasileiro Joãosinho da Gomeia.

Serviço:

Livro: "A Antropofagia de Rosa Magalhães". (aprox. 190 páginas, com galeria de fotos de Wigder Frota).

Lançamento: dia 5 de julho, das 16h às 19h.

Programação: Noite de autógrafos e cine-debate

Local: Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Rua Luís de Camões, 68). Praça Tiradentes-RJ.

Editora Rico

Venda pelo site: http://www.euleiobrasil.com.br/produto/antropofagia-de-rosa-magalhaes/

 

 

Entrevistas

Cantor e compositor Rico Medeiros: "Nossa Senhora!"

Cantor e compositor...

Por Luis Leite Nascido em Niterói, Nilzo Medeiros, popularmente conhecido como...

Luiz Carlos Bruno: “Quero voltar a trabalhar para fechar o portão com sabor de dever realizado”

Luiz Carlos Bruno:...

Por Ricardo MaiaFotos: arquivo pessoal A paixão de Luiz Carlos Bruno...

Juarez Carvalho, o Titio das baianas da Tijuca

Juarez Carvalho, o...

Por Ricardo Maia Desde 1999 na Unidos da Tijuca, Juarez Carvalho...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Carnaval pelo Brasil

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Faltando exatos seis dias para o início do desfile do Carnaval Paulistano, na manh&at...

 

icone instagram

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper