Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Em dia de bonança, escolas encerram os desfiles da Séria A Destaque

Publicado em Série A
Domingo, 03 Março 2019 12:11

Texto e foto: Luis Leite

Durante o segundo dia de desfiles da Série A, nesse sábado (2), a chuva deu uma trégua e colaborou para que as escolas de samba desfilassem com mais tranquilidade.

A primeira escola a entrar na Marquês de Sapucaí foi Unidos de Bangu,que trouxe o enredo "Do ventre da Terra, raízes para o mundo". Sobre batatas,o tema retratou a importância da agricultura, com um recado direto pedindo consciência das autoridades no combate à fome e à miséria. A Vermelho e Branco fez um desfile regular e ainda contou com a falta de garra e o canto de seus componentes.
A comissão de frente,ensaiada pelos coreógrafos Luís Carlos e Natasha Lima,estreantes da série A,representou o cenário dos agricultores,Incas cultivadores de batata e a impressionante devoção aos deuses que culmina com a Inti-Raymi, a "Festa do Deus Sol", fez uma bela apresentação,arrancado aplausos do público.

Nos quesitos Evolução e Harmonia, a escola foi bem e teve na plástica, a beleza dos figurinos. A Unidos de Bangu fez a estreia do intérprete Daniel Collete, que conduziu o carro de som de forma perfeita.

O carnavalesco Alex de Oliveira foi talentoso na aplicação de materiais alternativos ou mais baratos, como cetim e algodão. Ele trabalhou as alegorias com muito capricho,mas houve falhas de acabamento,principalmente no último carro,batata simbolo de união e paz,a mão da escultura estava faltando dedos,com isso pode perde ponto.

Segunda escola a desfilar, a Renascer de Jacarepaguá veio com o enredo "Dois de fevereiro no Rio Vermelho", uma homenagem a Iemanjá, a Rainha do Mar. A agremiação fez um desfile compacto, porém faltou empolgação dos componentes.

Em termos de evolução, a escola fluiu adequadamente durante seu percurso. A comissão de frente representou os presentes dados à Iemanjá.

A agremiação pecou bastante na plástica: biquínis de cores diferentes em alas e adereços de mão com a madeira sem decoração alguma foram alguns dos problemas apresentados pela escola.

A seguir, veio a Estácio Sá. O Leão soltou a voz na avenida com enredo de fácil leitura, que apresentou a devoção ao Cristo negro de Portobelo, imagem encontrada no Mar do Caribe. A evolução e a harmonia foram perfeitas. A escola veio brincando na avenida, levantando o público na Sapucaí.

As fantasias estavam volumosas e vestiam devidamente a comunidade, que cantou o samba de forma satisfatória. O destaque, porém, foi para a comissão de frente.

A quarta escola a pisar na Marquês de Sapucaí foi a Porto da Pedra, que trouxe uma proposta plástica interessante, todavia pecou na execução do desfile. O terceiro carro teve um princípio de incêndio ainda na concentração. O último carro bateu no Carvalhão e entrou na avenida com a "saia" quebrada.

Logo a seguir, a Império da Tijuca veio falando do café. Entretanto a execução plástica ficou muito aquém do se esperava. Algumas alas passaram com as fantasias extremamente simples e não apresentavam ombreiras, chapéu alto ou algum outro artifício que proporcionasse volume. Com isso a escola passou “baixa” demais e apresentou um aspecto de pouca evolução.

A Acadêmicos do Cubango foi a última escola a desfilar pela Série A. Com o enredo "Igba Cubango a alma das coisas e a arte dos milagres", que conta a história dos objetivos de devoção que conectam os seres humanos ao sagrado, através das raízes do povo negro e indígenas, a escola fez uma apresentação arrebatadora. A comissão de frente, sob o comando de Sérgio Lobato, trouxe os romeiros com figurinos de elementos católicos, "roupas de Santos".

A Verde e Branco de Niterói teve uma ótima comunicação com o público. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diego Falcão e Patrícia Cunha, com a fantasia representando "A alma de um Pavilhão", mostrou muito entrosamento na dança.

Com um desfile impecável e fantasias bem-confeccionadas e alegorias grandes e bem-elaboradas, a agremiação se credenciou ao título deste ano.
 

Última modificação em Quinta, 14 Março 2019 19:14

Itens relacionados (por tag)

  • Lexa é a nova rainha de bateria da Unidos da Tijuca

    Por Luis Leite

    A Unidos da Tijuca definiu a majestade que reinará à frente dos ritmistas da bateria Pura Cadência de mestre Casagrande em 2020. A cantora Lexa é a nova rainha de bateria da escola do Borel.

    - Me sinto lisonjeada! Feliz de coração mesmo. Há 3 anos venho me dedicando na Avenida, mas meu relacionamento com o samba vem desde a infância quando eu tocava tamborim com apenas 11 anos. Hoje ser rainha da bateria Pura Cadência tão respeitada, tradicional e amada é um grande sonho realizado – diz a nova rainha

    A beldade ocupará o cargo que foi da apresentadora Eliane Azevedo no Carnaval 2019.  Antes dela, quem reinou no posto por seis anos foi a atriz Juliana Alves.  Lexa será coroada com festa no final de setembro em data a ser divulgada em breve.

    A Unidos da Tijuca será a quarta escola a desfilar do Grupo Especial na segunda-feira de carnaval na Sapucaí com o enredo “Onde moram os sonhos” de desenvolvimento dos carnavalescos Paulo Barros, Marcus Paulo e Helcio Paim.

  • Morre Eduardo Pinho de Magalhães, carnavalesco da Vicente de Carvalho

    Por Luis Leite

    Morreu na madrugada deste sábado (11), após sofrer um grave acidente de moto na Avenida Brasil, o carnavalesco Eduardo Pinho de Magalhães, de 46 anos.

    Eduardo estava na garupa de uma motocicleta quando foi atingido por um carro em alta velocidade, no sentido Zona Oeste, na altura de Bangu. Eduardo Pinho e o condutor morreram no local.

    Ele, como carnavalesco, passou por diversas escolas de samba, tais como: Acadêmicos do Sossego, Sereno de Campo Grande, União de Vaz Lobo, Lins Imperial, Unidos de Lucas, Boca de Siri e por último a Vicente de Carvalho, onde começou sua carreira artística em 2003 como aderecista.

    Pinho também atuou como diretor de carnaval do Império Serrano e foi coordenador e fundador do Prêmio Samba na Veia em 2012.

    O velório e o sepultamento será na terça-feira (13), à partir das 14h, no Cemitério do Irajá, na Zona Norte do Rio.

  • Definida a ordem dos desfiles do Grupo Especial para o Carnaval 2020

    Por Luis Leite

    A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) definiu, na noite desta quinta-feira (18), a ordem dos desfiles do Grupo Especial para o Carnaval 2020.

    O sorteio foi realizado na sede da entidade, na Praça Mauá, Centro do Rio, apenas para dirigentes, representantes das agremiações e imprensa.

    A Estácio de Sá, atual campeã do Grupo de Acesso A, será a primeira escola a desfilar na Marquês de Sapucaí no domingo, dia 23 de fevereiro.  Já a Beija-Flor de Nilópolis encerrará os desfiles na segunda-feira de folia.

    Concentração:
    Escolas de ordem ímpar - Cedae/ Correios
    Escolas de ordem par - Balança Mas Não Cai


    Confira a ordem dos desfiles:

    Domingo  23/02

    1 – Estácio de Sá
    2 – Unidos do Viradouro
    3 – Estação Primeira de Mangueira
    4 – Paraíso do Tuiuti
    5 – Grande Rio
    6 – União da Ilha
    7 – Portela

    Segunda-feira  24/02

    1 – São Clemente
    2 – Vila Isabel
    3 – Salgueiro
    4 – Unidos da Tijuca
    5 – Mocidade Independente de Padre Miguel
    6 – Beija-Flor de Nilópolis

     

Deixe um comentário

 

 

Entrevistas

Luiz Carlos Bruno: “Quero voltar a trabalhar para fechar o portão com sabor de dever realizado”

Luiz Carlos Bruno:...

Por Ricardo MaiaFotos: arquivo pessoal A paixão de Luiz Carlos Bruno...

Juarez Carvalho, o Titio das baianas da Tijuca

Juarez Carvalho, o...

Por Ricardo Maia Desde 1999 na Unidos da Tijuca, Juarez Carvalho...

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Carnaval pelo Brasil

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Faltando exatos seis dias para o início do desfile do Carnaval Paulistano, na manh&at...

 

icone instagram

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper