Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

No samba que a gente se encontra Destaque

Publicado em Artigos
Sexta, 01 Março 2019 10:27

Por Aloisio Villar

 

E chegou o carnaval...

Para ser sincero, este ano deu a impressão de que não chegaria. Tantos problemas, confusões, falta de grana, escolas deixando de fazer ensaio, que eu achei que a qualquer momento cancelariam, mas não, ainda não foi dessa vez. Teremos carnaval se a Sapucaí não for interditada.

Um carnaval diferente para mim. Pela primeira vez viajarei, passando em Teresópolis curtindo piscina e pizza, mas claro que no intervalo do ócio, darei uma olhada nos desfiles. Disputa completamente indefinida na minha opinião, cheia de perguntas: o samba do Império irá funcionar ou será o que penso desde o começo?, teste para fôlegos?, Tuiuti continuará em alta?, Grande Rio em baixa?, como será a Viradouro com Paulo Barros e sem a obrigação de abrir o carnaval?, São Clemente dará a volta por cima com seu grande enredo reeditado?, Beija-Flor ou Laíla?...

Ao contrário de outros carnavais, é difícil apontar uma favorita neste ano. Como citado acima, existe a briga Laíla x Beija-Flor. Vejo a escola nilopolitana enfraquecida sem seu grande nome e um grande samba em 2019. Arrisca-se apenas a ter a parte ruim do contestado (para mim bom) desfile de 2018, porém é a Beija-Flor, né? Convém respeitar e até, temer. A Tijuca, aparentemente, vem com o que de melhor tinha na Beija-Flor nos últimos anos e nisso inclui o samba, que é muito elogiado por todos, no entanto eu particularmente tenho minhas restrições. Não necessariamente pela obra, que é irreparável, mas estou um pouco cansado de tanto lamento e sambas em forma de oração. Queria menos "dividir o pão" e mais "porres de felicidade" na folia.

De qualquer forma, as duas estão entre as favoritas, assim como o Salgueiro que vem de um período pré-carnaval conturbado, como poucas vezes teve, todavia tem em seu enredo e no seu samba uma força gigantesca. Esses quesitos aliados à vontade, que a escola deve estar para mostrar, podem impulsionar a agremiação para a vitória. Também não descarto a Mangueira, que eu já disse várias vezes ter a música brasileira do ano, e a Portela por sua organização. Parece ser a escola que menos sofreu nesses tempos de crise financeira, se mantendo na ativa, sem parar em nenhum momento, fora o enredo sobre Clara Nunes, que deve fazer trovejar na avenida.

Para mim, o título sai dessas cinco, enfim, muitas dúvidas, não é? Pois bem, uma certeza eu tenho: é um carnaval ideológico e não vejo isso como coisa ruim, apesar da crítica de Paulo Barros, que prefere ver Michael Jackson com “Thriller” enfiado em tudo quanto é lugar.

Não acho ruim, porque o carnaval nasceu disso. Carnaval é a época do povo se liberar, extravasar, criticar e se divertir. O desfile das escolas de samba que, muitas vezes é chapa branca, também é, em muitas, contestador. O Império Serrano enfrentava a ditadura com enredo como "Heróis da Liberdade" e desfilava tomando rasantes ameaçadores da FAB (aliás, o Império devia voltar a ser assim, me parece perdido).

Os anos 80 foram o auge desse tipo de carnaval. São Clemente, mais séria, e Caprichosos, mais irreverente, fizeram suas famas em cima da crítica, quase todas as agremiações em algum momento foram críticas nos anos 80, hábito que foi abandonado com o tempo e volta com a Mangueira e a Tuiuti.

Não. As duas escolas em si não são críticas, são chapas brancas como todas. Uma tem seu presidente-político preso, e a outra tem em seu presidente uma pessoa que sempre teve cargos nas entidades que representam o carnaval, fora que é uma agremiação que deve à sociedade, não podemos esquecer de tudo que ocorreu em 2017.     

Mas seus principais artistas, Leandro Vieira e Jack Vasconcelos, são caras de posicionamento, atitude, e aí vem o mérito das escolas, e que podem nessas agremiações "viajar" nesse sentido, tendo carta branca para falarem o que quiser.

Não estou dizendo que o carnaval tem que ser de esquerda, nada disso, mas acho, sim, que o carnaval tem que se posicionar. Seja de direita, de esquerda, de centro, de ladinho... ele tem que se posicionar, mostrar que tem opinião, não pode ser o que era: uma coisa que parecia à margem da sociedade, do mundo e por isso foi perdendo o valor. O desfile das escolas de samba sempre foi um retrato de sua época e parece que voltará a ser.

E confesso que por tudo isso, torço para que as duas escolas se saiam bem em seus desfiles, principalmente a Mangueira, que tem um samba que me encanta, me emociona e acho tão necessário para este momento. Acho também que existe uma certa covardia do mundo do samba em não admitir o peso que esse samba tem. Acho uma atitude medrosa colocarem à frente desse samba outros que têm imensa qualidade, entretanto todos nós sabemos que a partir de domingo só serão lembrados por aqueles que são fanáticos por carnaval, como ocorre todos os anos. O samba da Mangueira era o único que poderia romper essa barreira, mas não irá ocorrer, porque o próprio meio teve medo disso.

Brasil, chegou a vez de sorrirmos. Vai começar o maior espetáculo da Terra! E de coração, desejo muita sorte a todas as agremiações, da mais poderosa da Sapucaí à mais humilde do interior do país.

Chegou o samba em que a gente se encontra!

Twitter - @aloisiovillar  

Facebook - Aloisio Villar

Instagram - @aloisiovillar  

Última modificação em Sexta, 01 Março 2019 11:11

 

 

Entrevistas

Cantor e compositor Rico Medeiros: "Nossa Senhora!"

Cantor e compositor...

Por Luis Leite Nascido em Niterói, Nilzo Medeiros, popularmente conhecido como...

Luiz Carlos Bruno: “Quero voltar a trabalhar para fechar o portão com sabor de dever realizado”

Luiz Carlos Bruno:...

Por Ricardo MaiaFotos: arquivo pessoal A paixão de Luiz Carlos Bruno...

Juarez Carvalho, o Titio das baianas da Tijuca

Juarez Carvalho, o...

Por Ricardo Maia Desde 1999 na Unidos da Tijuca, Juarez Carvalho...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Carnaval pelo Brasil

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Ex Panicat Tânia Oliveira posa para o Carnaval e fala sobre ansiedade

Faltando exatos seis dias para o início do desfile do Carnaval Paulistano, na manh&at...

 

icone instagram

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper