Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Unidos da Ponte contrata dupla de atores para coreografar comissão de frente Destaque

Publicado em Série A
Segunda, 02 Abril 2018 11:13
Unidos da Ponte contrata dupla de atores para coreografar comissão de frente Divulgação

Léo Torres e Daniel Ferrão coreografam alas na Marquês de Sapucaí desde 2003

Mais uma dupla de profissionais irá colocar seu trabalho a disposição do carnaval 2019 da Unidos da Ponte. Trata-se de Léo Torres e Daniel Ferrão, com alguns anos de experiência em alas e alegorias teatralizadas na Marquês de Sapucaí, que serão responsáveis pela comissão de frente da Azul e Branco da Baixada.

Atores por formação, os dois fizeram sua primeira comissão juntos na escola Difícil é o Nome em 2016. Durante 12 anos, Léo Torres coreografou alas da Tradição, entre 2003 e 2014. Nos dois últimos carnavais, ao lado de seu parceiro Daniel, teatralizou uma alegoria da Unidos do Porto da Pedra.

- Para nossa primeira experiência em comissões na Sapucaí, a expectativa é grande. Desde que nos passaram a proposta, nos debruçamos em pesquisas. Teremos bastante dança-teatro e estamos preparando muitas surpresas - contou, Léo Torres.

Além da parceria no carnaval, a dupla faz parte do Grupo teatral Loucatores. Daniel Ferrão cursa direção teatral na UFRJ, tendo conquistado mais de 20 prêmios dentro e fora do Rio de Janeiro.

- É uma proposta desafiadora, encarar a Sapucaí. É muito bom ter o reconhecimento do trabalho que sempre realizamos com tanta dedicação e o convite vem para mostrar que estamos no caminho certo. Vamos fazer de tudo para que nossa arte conquiste o apreço das pessoas é que as notas sejam consequência desse empenho - disse, Daniel Ferrão.

Este será o terceiro trabalho em conjunto da dupla de coreógrafos, Léo Torres e Daniel Ferrão, com os carnavalescos Rodrigo Diniz e Guilherme Marques, que já estiveram juntos na Difícil é o Nome e no Engenho da Rainha. Toda a equipe de carnaval da Azul e Branco da Baixada será oficialmente apresentada na Feijoada da Ponte, dia 17 de junho, no Colégio Professor Murilo Braga em São João de Meriti.

Itens relacionados (por tag)

  • Jorge do Vale Bezerra, o Pagodinho da Cuíca

    Por Luis Leite

    Fotos: Arquivo pessoal e Eduardo Hollanda

    Nascido em Natal, o promotor de vendas Jorge do Vale Bezerra, popularmente conhecido como Pagodinho da Cuíca, tem 55 anos e mora em Rocha Miranda. Portelense de coração, Pagodinho da Cuíca percebeu o dom para tocar em 1972, no Boêmios de Irajá.

    Em 1983, o pai de mestre Faísca, Alcides Gregório, o levou para o Império Serrano. Depois passou a frequentar a Portela onde conheceu mestre Marçal. Dali foram viagens internacionais: Portugal, Inglaterra, Estados Unidos e França.

    Em pouco tempo Pagodinho adquiriu experiência e logo passou a tocar todos os instrumentos, todavia o apelido não foi dado à toa. Jorge Bezerra tem apreço pela cuíca, mesmo tendo o primeiro contato com o tamborim.

    Pagodinho vxzPagodinho zxzpagodinho zzz16112769 1519744404721766 1260845705211833103 oApesar do apelido e de atualmente tocar todos os instrumentos, Pagodinho já desfilou em diversas escolas de samba. Algumas já enrolaram a bandeira como a União de Rocha Miranda, a Infantes da Piedade e a Unidos do Uraiti.

    Mesmo com a experiência musical e já ter passado por diversos mestres de bateria, para Pagodinho, as bossas acabam atrapalhando o andamento do ritmo, porém se forem poucas não chega a atrapalhar. E uma dessas bossas que ele não se esquece, foi a que a Padre Miguel fez em 1990. No entanto, o desfile perfeito na sua opinião foi pela bateria da Unidos da Tijuca, em 2014, quando foi contemplada com o Estandarte de Ouro.

    Fã de Odilon, Pagodinho não tem uma preferência por um cuiqueiro, pois, segundo ele, estaria cometendo uma injustiça, mas aposta na valorização de todos os ritmistas.

  • Maiara e Maraísa fazem show na quadra da Beija-Flor nesta sexta

    Por Luis Leite

    A Beija-Flor de Nilópolis recebe um grande show nesta sexta-feira, dia 21 de setembro, a partir das 22h. Maiara e Maraísa colocarão a Baixada Fluminense pra dançar ao som de seus maiores sucessos. O evento terá ainda as participações do grupo Styllo-X e dos DJ´s Anderson França e Ronaldo.

    A entrada para a Pista custa R$ 40, a Pista Vip sai a R$ 80 e o camarote tem o ingresso individual vendido a R$ 100. As entradas podem ser compradas na quadra da Beija-Flor, nas lojas South, na sorveteria Recantus e na farmácia Extrato Vegetal. Mais informações no telefone: (21) 3743-0340. A quadra da Deusa da Passarela fica na rua Pracinha Wallace Pases Leme, 1025, em Nilópolis.

  • Antônio Telles, o Toni do Agogô

    Por Luis Leite

    Fotos: Arquivo pessoal

    Antônio Carlos dos Santos Telles, o Toni do Agogô, tem 53 anos e mora em Rocha Miranda. Toni nasceu no Rio de Janeiro, morou em Irajá e com 38 anos mudou para Rocha Miranda.  

    Segundo ele, a escola do coração é a Portela, pois apesar das decepções, não tem como tirar esse sentimento do seu peito. Sua percepção, toca agogô desde os anos 70. Começou a tocar com 6 anos de idade, pois é filho do Edgard do Agogô. Hoje ele toca agogô, cuíca e já tocou caixa por 2 anos no Império Serrano. O seu primeiro instrumento foi agogô, por isso este instrumento é sua paixão.

    De acordo com Toni do Agogô, as paradinhas e bossas atuais são excelentes e na maioria muito bem aplicadas e ajudam no crescimento do samba e mexe muito com o público, que passa a prestar muito mais atenção.

    Antônio desfilou como ritmistas no Império Serrano, na Portela, Grande Rio, Acadêmicos do Salgueiro, União da Ilha, Caprichosos de Pilares, Tradição, Porto da Pedra etc., inclusive na Tradição é um dos fundadores e por lá desfilou em 1984.  No primeiro ano, ensaiava no Clube Marabu, ali na Clarimundo de Melo.   

    Atualmente, Toni desfila no Paraíso do Tuiuti desde 2014. O desfile que mais gostou, de acordo com ele, foi na Tuiuti, em 2016. Foi impecável. Toda a escola se preocupou com os detalhes. Antes da largada, Toni pede licença ao seu pai Oxalá e ao seu pai Ogum.

    IMG 20180817 230847978 LLFalando da formação de uma bateria se mestre ele fosse, Toni formaria os ritmistas da seguinte forma: marcação de lados opostos não em fileira, primeiras do lado esquerdo e segundas do lado direito e os surdos de terceira no meio com repique e caixas fazendo a verdadeira cozinha. Trazendo de 290 a 300 ritmistas.   

    Para ele, o mestre Ricardinho é um dos que mais admira, pois ele é o que melhor administra pessoas e passa muita confiança, além de tratar muito bem os seus colaboradores, em segundo o mestre Rodnei, da Beija Flor.

    IMG 20151101 222252374No agogô, Antônio é fã de o Tadeu, até por se tratar de um grande amigo de mais de 30 anos, e seu filho Vitor Telles. Vitor tem ótima percepção musical e cria bossas para o instrumento como poucos.

Deixe um comentário

 

 

Entrevistas

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Foto: Renato Cipriano A escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, do Grupo Especial do carn...

 

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper