Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Loiro, alto, solteiro e enredo

Publicado em Artigos
Quarta, 16 Agosto 2017 17:12

Por Aloisio Villar

Dentre as muitas notícias relativas a samba que bombaram nas últimas semanas, uma eu queria abordar e não consegui ainda. O enredo da Unidos da Tijuca sobre Miguel Falabella. 

Muitos não gostaram e por vários motivos. É enredo de alguém que está construindo agora sua história, um dos "queridinhos da mídia", artista extremamente popular e tudo isso, por incrível que pareça, acaba depondo contra; soma-se ao fato da Tijuca vir de um desfile desastroso onde a opinião pública acha que não foi um desfile punido o suficiente.

Mas eu não penso assim e acho que pode dar "samba" sim. Samba-enredo não sei como será a qualidade porque a Ala de Compositores da Tijuca é de altos e baixos, mas podemos olhar um exemplo recente que é o da Grande Rio. A escola de Caxias veio com Ivete Sangallo em 2017, um enredo extremamente popular e também difícil de fazer samba. Muitos torceram o nariz, o samba realmente não foi um dos grandes do ano, mas foi a escola mais esperada de 2017 e fez um bom desfile captando muita mídia e atenção do público. 

Falabella não tem o apelo midiático de Ivete, mas é um artista amado, popular e que chamará atenção do grande público, aquele que não vive carnaval o ano inteiro. Provavelmente será um dos ensaios técnicos que mais atrairá pessoas para assistir e artistas para seu desfile o que atrai mídia e mídia positiva, tudo que a Tijuca precisa após o desastre de 2017.

E principalmente, ao contrário de Zezé di Camargo & Luciano em 2016 pela Imperatriz e Ivete Grande Rio em 2017, Falabella tem identificação com o carnaval do Rio de Janeiro. Carioca da gema, nascido em subúrbio, Falabella saiu da Ilha do Governador para fazer sua trajetória e além de sempre desfilar em nossas escolas, chegou a ser carnavalesco do Império da Tijuca por alguns anos. Não é um paraquedista, ele é de nosso meio.

Acho Falabella um artista com história consistente, já consagrado em nossa cultura e será interessante ver essa história na avenida. Muitos dizem que a história dele não tem o tamanho do Grupo Especial, mas ao longo dos anos tivemos enredos com muito menos histórias que foram desenvolvidos. O problema não é o enredo em si, mas como a escola levará para a avenida. Fica esse desafio para a Tijuca.  

Boa oportunidade de volta por cima.

Twitter - @aloisiovillar 

Facebook - Aloisio Villar

 

Última modificação em Quarta, 23 Agosto 2017 15:41

Deixe um comentário

Enquete

O que achou do novo site?
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
Votos totais:
Primeiro voto:
Último voto:

 

 

Entrevistas

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Felipe Lima deixa o Dendê e assume a voz do Amarelinho

Felipe Lima deixa...

Por Daniel DuarteFoto: presidente Marquinhos e Felipe Lima/arquivo pessoal Após...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Carnaval pelo Brasil

 

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper