Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

Loiro, alto, solteiro e enredo

Publicado em Artigos
Quarta, 16 Agosto 2017 17:12

Por Aloisio Villar

Dentre as muitas notícias relativas a samba que bombaram nas últimas semanas, uma eu queria abordar e não consegui ainda. O enredo da Unidos da Tijuca sobre Miguel Falabella. 

Muitos não gostaram e por vários motivos. É enredo de alguém que está construindo agora sua história, um dos "queridinhos da mídia", artista extremamente popular e tudo isso, por incrível que pareça, acaba depondo contra; soma-se ao fato da Tijuca vir de um desfile desastroso onde a opinião pública acha que não foi um desfile punido o suficiente.

Mas eu não penso assim e acho que pode dar "samba" sim. Samba-enredo não sei como será a qualidade porque a Ala de Compositores da Tijuca é de altos e baixos, mas podemos olhar um exemplo recente que é o da Grande Rio. A escola de Caxias veio com Ivete Sangallo em 2017, um enredo extremamente popular e também difícil de fazer samba. Muitos torceram o nariz, o samba realmente não foi um dos grandes do ano, mas foi a escola mais esperada de 2017 e fez um bom desfile captando muita mídia e atenção do público. 

Falabella não tem o apelo midiático de Ivete, mas é um artista amado, popular e que chamará atenção do grande público, aquele que não vive carnaval o ano inteiro. Provavelmente será um dos ensaios técnicos que mais atrairá pessoas para assistir e artistas para seu desfile o que atrai mídia e mídia positiva, tudo que a Tijuca precisa após o desastre de 2017.

E principalmente, ao contrário de Zezé di Camargo & Luciano em 2016 pela Imperatriz e Ivete Grande Rio em 2017, Falabella tem identificação com o carnaval do Rio de Janeiro. Carioca da gema, nascido em subúrbio, Falabella saiu da Ilha do Governador para fazer sua trajetória e além de sempre desfilar em nossas escolas, chegou a ser carnavalesco do Império da Tijuca por alguns anos. Não é um paraquedista, ele é de nosso meio.

Acho Falabella um artista com história consistente, já consagrado em nossa cultura e será interessante ver essa história na avenida. Muitos dizem que a história dele não tem o tamanho do Grupo Especial, mas ao longo dos anos tivemos enredos com muito menos histórias que foram desenvolvidos. O problema não é o enredo em si, mas como a escola levará para a avenida. Fica esse desafio para a Tijuca.  

Boa oportunidade de volta por cima.

Twitter - @aloisiovillar 

Facebook - Aloisio Villar

 

Última modificação em Quarta, 23 Agosto 2017 15:41

Deixe um comentário

 

 

Entrevistas

Zezinho Martinez: “As escolas juntas seriam muito mais fortes”

Zezinho Martinez: “As...

Por Vander Fructuoso O presidente da Liga das Escolas de Samba...

Marcelinho Emoção explica a venda de 13 alas comerciais na Vila

Marcelinho Emoção explica...

Por Ricardo MaiaFoto: Eduardo Hollanda Nos últimos anos, as escolas...

Ciganerey: do Engenho da Rainha para a Estação Primeira

Ciganerey: do Engenho...

Equipe OBatuque.comFotos: Marcelo Moura O nome de batismo é Paulo...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

Pagode

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Tucuruvi anuncia André Oliveira como coreógrafo da Comissão de Frente

Foto: Renato Cipriano A escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, do Grupo Especial do carn...

 

Book OBatuque

Extras

fotos

JoomShaper