Wip lojas

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

http://templatesjoomla.com.br/
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

O Carnaval 2017

Publicado em Artigos

Por Aloisio Villar 

 

Acabou o carnaval...

Esperamos tanto por ele, um ano inteiro e passa numa velocidade que mal conseguimos acompanhar.

Muitas coisas aconteceram, muitos ainda estão mesmo depois do carnaval. Carnaval marcado por desastres, quase tragédias e redenções.

Acidentes na Sapucaí. Acidente sábado com a porta-bandeira da Unidos de Padre Miguel. Infeliz acidente que custou o campeonato da escola. A Unidos de Padre Miguel fez um desfilaço, mas esse acidente fez toda a diferença no resultado final, a escola ficou em quarto na Série A e teria ficado em primeiro empatado com o Império se não fosse o acontecido. Curioso da história é que o desempate seria em mestre-sala e porta-bandeira.   

Acidentes com alta dose de irresponsabilidade com carros do Tuiuti e da Tijuca. Carro do Tuiuti prensou jornalistas na grade deixando vários feridos e alguns internados até agora. Carro da Tijuca afundou entrando na avenida ferindo componentes e parando o desfile da escola, pelo menos devia parar porque o mesmo continuou. Digo "parar" porque a escola não conseguiu andar e ficou muito tempo parada, sem evoluir, mas por incrível que pareça o desfile continuou. Inacreditável que enquanto pessoas eram socorridas por ambulâncias sem ninguém saber o tamanho da gravidade alas passavam pelo carro para continuar o desfile. 

Desfile desastroso que resultou numa decisão desastrosa. A Liesa sob o argumento dos acidentes resolveu não rebaixar ninguém. Todos sabemos que a verdade é que a medida foi para proteger a Tijuca. Medida desnecessária porque os julgadores do Grupo Especial carioca são previsíveis e como de costume rebaixariam a escola da Série A. O Tuiuti acabou ganhando uma segunda chance no Especial.

Desastroso para a Ilha do Governador. A União da Ilha ainda se saiu bem alcançando um oitavo lugar que poderia ser ainda melhor se não fosse problema no quinto carro. Mas na Intendente o resultado foi devastador.

Acadêmicos do Dendê foi rebaixado pelo segundo ano seguido e a Nação Insulana depois de um começo promissor também conheceu o gosto amargo do rebaixamento. As duas agora pertencem ao Grupo E, ao último grupo do carnaval e correm riscos. 

Risco de ocorrer o que ocorreu com o Boi da Ilha, que graças ao nono lugar, está impedido dois anos de desfilar. Trágico para a tradicional agremiação insulana.

Mas tivemos coisas boas também. Mocidade ressurgindo com força em um tapete voador e quase vencendo o carnaval com um dos sambas do ano, o outro grande samba era da Beija-Flor, mas essa decidiu vir toda colorida e brincar de capa do Sgt. Pepper´s.  

Mas a grande notícia veio de Madureira. Império e Portela voltaram a ser as escolas que nos acostumamos. Império depois de quase dez anos volta ao grupo especial depois de realizar um grande desfile, e a Portela finalmente chegou ao 22º campeonato. Um carnaval tão difícil, triste em alguns momentos acabou apoteótico com a festa no bairro de Madureira, a capital do samba.

E o que esperar de 2018? Ele já começou com as idas de Paulo Barros para a Vila Isabel e Renato Lage para Grande Rio. Com certeza o tabuleiro será bem mexido e será impossível determinar favoritas.

Pro mal e pro bem, o Carnaval 2017 é inesquecível.

Um carnaval pra lá de Marrakesh

Twitter - @aloisiovillar   

Facebook - Aloisio Villar 

Itens relacionados (por tag)

  • União da Ilha comemora Dia de São Jorge neste domingo

    A programação para comemorar o Dia de São Jorge neste domingo será intensa na quadra da União da Ilha. A agremiação insulana preparou para os fiéis do "Santo Guerreiro" uma programação que contará com missa, queima de fogos, feijoada, velha guarda musical da escola, apresentação do novo coreógrafo da comissão de frente, Márcio Moura, shows dos grupos "Samba do Amigo Meu" e Dudu Nobre, Pique Novo e do cantor Belo. Para fechar o dia com chave de ouro, bateria do mestre Ciça, Ito Melodia e o carro de som com sambas inesquecíveis da Ilha, passistas, baianas e casais de mestre-sala e porta-bandeira


    Confira a programação que ocorrerá o dia todo:

    11h - Missa no interior da quadra;

    em seguida: 

    tradicional queima de fogos no estacionamento da quadra;

    feijoada na quadra;

    show da Velha Guarda musical;

    show do grupo Samba do Amigo Meu e Dudu Nobre;

    show do grupo Pique Novo;

    show do cantor Belo;

    bateria do Mestre Ciça e Ito Melodia com sambas inesquecíveis.

  • Hoje, 6 de abril, finalmente conhecemos a campeã, ou melhor, as campeãs do carnaval

    Por Ricardo Maia
    Foto: Luis Leite

    Indiscutivelmente a Mocidade fez um desfile digno de campeã. A meu ver, em relação à plasticamente, foi a melhor escola que passou na avenida. Algumas vertentes da forma que esse título é que me causam alguma surpresa.

    Não me lembro em outros carnavais de uma campeã da avenida ter sido aclamada em plenária. A reunião também teve um comportamento atípico. Das 13 escolas com direito a votos, cinco resolveram de abster. E as cinco consideradas escolas de ponta. Como pode quase a metade do grupo, e justamente as que sempre disputam títulos se absterem de uma decisão tão importante para o futuro do carnaval? Com exceção da Mangueira, as outras sete escolas consideradas, digamos, o segundo escalão do Grupo Especial, votaram a favor. Jogo de interesses? Acordo de amigos?

    Entendam-me. Não estou desqualificando o título da Mocidade, que poderia perfeitamente ter sido aclamada campeã na abertura dos envelopes. Estou avaliando a forma que esse título foi conquistado.

    Em 1980, a última vez que foi decretado empate, os jurados deram notas máximas para as três escolas campeãs, não havendo possibilidade de desempatar. Mas 2017 foi bem diferente.

    Título dividido? Mas por quê? Como assim? Baseado em quê?

    Se o décimo tirado da Mocidade foi devolvido, ela teria 269,9 pontos, terminando empatado com a Portela. Porém temos quesitos de desempates. Vamos avançando sobre eles... enredo mestre-sala e porta-bandeira, harmonia, evolução... até aí as duas seguiriam empatadas com 30 pontos. Então chegamos ao quesito comissão de frente: Mocidade 10, 10, 10, Portela 10, 10, 9,9. Pronto, a Mocidade seria campeã pelo desempate.

    Todavia a Liesa declarou empate. Que empate é esse? Se considerarmos o julgamento pelas notas dos jurados na pista, deu Portela, se formos pelas notas das justificativas, deu Mocidade. Empate jamais. De maneira alguma daria empate.

    Mas a plenária da Liesa declarou empate. Tirou da cartola um empate totalmente inventado. Jogou na lama a credibilidade dos desfiles. Em troca de não sei o quê.

    O Carnaval 2017 vai ficar marcado como o carnaval das viradas de mesas. Primeiro ninguém desce, depois as campeãs ficam empatadas, mesmo o regulamento permitindo um desempate real.

    Será que a partir de 2018, na Quarta-Feira de Cinzas, haverá comemoração ou teremos que aguardar a abertura das envelopes com suas justificativas?

    Vamos aguardar, mas ainda tento acreditar que "vale o que está escrito!"

  • Jorginho do Império lança sua candidatura à eleição presidencial

    Devido a todo o seu conhecimento, em relação ao Império Serrano, e a toda contribuição para o Império Serrano que neste ano completa 70 a sua escola do coração, e nos seus 73 anos de vida, Jorginho do Império decidiu concorrer às eleições deste ano, através da chapa – “Estamos juntos, agarrados, misturados, embolados – imperianos de verdade”.

    E essa medida se faz em virtude do seu pensamento: “Já passei por vários cargos no meu império Serrano. Já ocupei cargo de vice-presidente, de diretor musical, harmonia. Fiz vários ensaios técnicos na quadra da escola, sempre com muito carinho e respeito com os componentes”, mas agora chegou a hora de junto com a família imperiana, e todo o povo do samba brigar pelo direito legitimo de junto a eles comandar a nossa escola”.

Deixe um comentário

Enquete

O que achou do novo site?
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
  • Votos: 0%
Votos totais:
Primeiro voto:
Último voto:

 

 

Entrevistas

Felipe Lima deixa o Dendê e assume a voz do Amarelinho

Felipe Lima deixa...

Por Daniel DuarteFoto: presidente Marquinhos e Felipe Lima/arquivo pessoal Após...

Marcus Vinícius desabafa: “A Alegria da Zona Sul merece respeito”

Marcus Vinícius desabafa:...

Por Wellington Lopes Foto: arquivo pessoal/por Val DiOlyvera Após a...

Lá vem a Pioneira sob a batuta do mestre China

Lá vem a...

Por Wellington LopesFoto: Alexandre Lourenço Ele nasceu José Roberto Monteiro Bitar,...

Escolas Mirins

Samba de Raiz

O batuque do SambaKetu contagia o Rio

O batuque do SambaKetu contagia o Rio

Rio de Janeiro, 25 de março de 2017 Por Wellington LopesFoto: Thiago Santos H&aa...

Pagode

Solange Pellegrini lança seu primeiro CD

Solange Pellegrini lança seu primeiro CD

Foto: divulgação Elegância, carisma, ternura e suavidade s&a...

Blocos

Carnaval pelo Brasil

Timbalada comemora lançamento do CD das escolas de Corumbá

Timbalada comemora lançamento do CD das escolas de Corumbá

Grandes nomes do carnaval carioca participaram da produção Por Marta Almei...

 

Extras

fotos

propaganda yes

JoomShaper